Amores Clássicos, ♥

9 Abr

Quem aqui nunca quis sentir aquele calafrio, ou as benditas borboletas no estômago quando vê o seu amor de longe?

É incrível, como o amor se modifica e se renova a cada dia. Eu acho bem curiosa essa imagem por que ela retrata perfeitamente a evolução do  amor durante o passar do tempo.

Será mesmo que o amor hoje em dia é tão banalizado assim?

Me fascino pelos clássicos que mostram um amor tão puro, tão vigoroso, tão verdadeiro… Uma amiga, teve a ideia do post, sobre o amor… Nos Clássicos.

Como Romeu e Julieta, quem é que nunca ouviu falar dessa história que atire a primeira pedra!

Romeu e Julieta, apesar de muitos da nova geração acharem ultrapassado, é uma história excepcional, onde apesar de toda a tragédia no decorrer da história, o amor permanece vivo, firme e impenetrável. Mesmo com o impecílho das famílias rivais, eles se amaram verdadeiramente, se entregaram, sem medo do futuro, dos pais, do que as pessoas iam dizer. E morreram pelo o que acreditavam, por todo o amor que sentiam.

Parece que há um funil na história do amor e que cada vez mais ele vai se dissipando, antes era romântico o cara abrir a porta do carro, pagar a conta sozinho… Hoje é cada um por si, com pressa, sem amor, vivendo lado a lado com a infelicidade. Me entendam bem, não estou dizendo que a evolução seja algo ruim, porque se não fosse por ela, as mulheres não seriam nem um terço do que são hoje. Mas cade toda aquela essência do amor, o ato da bondade, da caridade, da lealdade? Cade os sonhos compartilhados?

A última história de amor que vi de amor trágico, foi do filme Era uma Vez, o filme é brasileiro e se passa nas condições do Rio de Janeiro, que todos sabem qual é… Apesar de todo o teor banal da história – aquele lance da favela, dos palavrões, coisas típicas de filmes brasileiros – a história me comove, pelo desenrolar de tudo, mesmo que seja uma história moderna e que o filme tenha sido mal produzido, a mensagem de amor que eles passam, é uma mensagem que á muito tempo não se via, a cumplicidade do casal, a forma como eles acreditam no amor deles e a cena final, em um ato de heroísmo, morrendo por amor, com o seu amor.. Eu na verdade conheço poucas histórias de amores perfeitos e trágicos. Eu iria falar dos contos de fadas, mas todos eles dão sinais de final feliz! Com as experiências aprendemos que nem sempre o amor tem um Final Feliz, não estou dizendo que sou a favor dos finais tristes. Mas o que eu quero dizer é que sinto falta, do verdadeiro amor. Hoje é tudo tão artificial, superficial que é difícil saber discernir se é verdade ou não!

Outra história de amor trágico é a lenda de Tristao e Isolda. Confesso que fazem dois dias que conheço a história, então se tiver algo errado, por favor me corrijam!

Eu estava lendo uma opinião sobre a história acho interessante quando vejo frases como essa:

Tristão e Isolda se amaram até a morte.

Olha como uma frase simples tem um poder avassalador e acredito que ainda sim é pouco, eles se amaram até além da morte.

  Ao chegar, Isolda fica sabendo do ocorrido e vai até ele, deita-se junto a ele, beija-o na boca e no rosto, abraça-o forte e morre. Quando o rei Marc sabe da morte dos dois, vai até a Bretanha buscar seus corpos. Sepulta-os separados por uma capela. Mas durante a noite, da tumba de Tristão brota um espinheiro verde, com flores perfumadas e elevou-se por cima da capela até o túmulo de Isolda, três vezes o cortaram, três vezes ele voltou. E, sendo assim, resolveram deixá-los em paz.

Para mim, esse amor é único, é sincero e mesmo criticado, como piegas, aquele mesmo bordão de sempre:

Te amo por toda a eternidade… É um amor desse que quero para mim!

Beijos e espero que tenham gostado do post, e vocês o que acham sobre o amor? Como vocês veem o amor hoje em dia?

Dica de post: @Yasmin_MO

3 Respostas to “Amores Clássicos, ♥”

  1. Marina Moura Abril 10, 2011 às 2:24 am #

    Maravilhoso o texto,Camilla. Bem feito,crítico e emocionante.

    Bjs

  2. Deise Gomes Abril 11, 2011 às 2:46 am #

    Amei o texto… Os romances são mesmo mto importantes nas nossas vidas, sejam eles vividos, vistos ou lidos…
    Bjoks
    http://www.smooch.com.br

  3. Lrenah Outubro 28, 2011 às 3:41 pm #

    Não vejo a hora de ler esse livro! Deve ser um máximo pois qualquer dia irei nas bancas compra-lo
    claro quando chegar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: