Sessão Pipoca: Santuário

28 Jul


Sinopse: O líder da expedição é o mergulhador Frank McGuire (Richard Roxburgh) um especialista que explorou as cavernas Esa-ala, do Pacífico Sul, durante meses. Mas quando a sua saída é cortada em uma enchente, a equipe de Frank — incluindo o seu filho de 17 anos Josh (Rhys Wakefield) e o financista Carl Hurley (Ioan Gruffudd) — é forçada a alterar radicalmente os planos. Sem equipamento, a tripulação precisa navegar por um labirinto debaixo d’água até encontrar uma saída. Logo, eles são confrontados com a pergunta inevitável: eles poderão sobreviver, ou eles estarão presos para sempre?

 Santuário é baseado na própria experiência pessoal do Roteirista, Andrew Wright, que esteve próximo da morte quando liderou uma expedição de mergulho e ficou preso em uma caverna embaixo d’água, que teve sua entrada fechada após uma tempestade.

O filme gira em torno da expedição nas cavernas do Esa-ala, Pacífico Sul. Frank, o líder da expedição, está tentando achar uma saída pelo mar, por dentro da caverna. Frank tem um difícil relacionamento com seu filho Josh, que o acompanha em suas expedições contra sua vontade, Josh é um ótimo alpinista, o melhor do grupo, mas cria certa mágoa com as expedições do Pai, primeiro, pelo fato de Josh achar que o pai, só se preocupa com as cavernas dele e segundo pelo fato do pai, obrigá-lo a ir às expedições com ele.

Josh acaba cometendo um grave erro e isso cria uma nova briga com o pai, ele se esquece de re-abastecer os equipamentos dos mergulhadores. Então Frank e Judes (Allison Cratchley) têm que fazer o trabalho que era pra ser feito por ele. Após 17 dias presos na caverna, Judes começa a ficar cansada, e após ter feito a reposição dos equipamentos junto de Frank, ela ficara ainda mais frágil e debilitada. Mesmo após avisos e pedidos constantes dos companheiros para que ela descanse Judes insiste em mergulhar. Frank e Judes vão explorando a caverna cada vez mais fundo e o lugar se estreita a cada avanço, eles acabam deixando os rebreathes para trás, (rebreathes são os tanques reserva, para caso aconteça algo errado com o tanques de ar deles) quando eles finalmente conseguem passar pelo pequeno espaço, eles dão de cara com uma possível saída para o mar, um lugar incrível, simplesmente fantásticos, Frank e Judes se emocionam e Frank dá nome ao lugar, Caverna de Santa Judes. Após a comemoração eles decidem voltar pra seu posto para comemorarem juntos com os outros integrantes da equipe, mas há um vazamento no tanque de Judes, ela se desespera e então começa a se afogar. Em uma tentativa desesperada para salvar a vida da Amiga de Mergulho, Frank tira seu respirador e tenta dividir com ela, a princípio funciona, mas quando ela se desespera, tudo se perde e então Judes morre afogada.

Após a terrível perda, Frank volta á base triste e ainda tem que enfrentar o Filho que o culpa pela morte de Judes, após uma terrível discussão, Frank lembra á Josh que Judes, morreu porque se desesperou e que ela estava esgotada, porque além de estar muitos dias na caverna ela teve que fazer um trabalho que “NÃO ERA O DELA” – Eu achei essa parte muito interessante, porque o filho não pensou em tudo o que o pai fez para ajudá-la, ele só queria culpá-lo. E se tivesse algum culpado pela morte de Judes, com certeza não seria somente o Pai. Com a discussão ninguém se deu conta da tempestade que se aproximava, sem contato com a base que estava acima da caverna, eles só perceberam a tempestade, com os barulhos e quando a caverna começou encher.

Começava a batalha contra o tempo e a natureza, após a única saída ser fechada, Frank e sua equipe, que incluía seu filho Josh e o economista, Carl alterasse a rota de saída em direção ao mar, fazendo com que eles fossem mais fundo por dentro de um labirinto de cavernas subaquáticas para sobreviver. Mas eles não têm muito tempo e a dúvida é saber se conseguirão sobreviver para contar esta história.

O filme é todo feito de detalhes e o grande dilema dele, é a droga da altivez das pessoas, o problema todo foi as pessoas não quererem escutar a verdade, mesmo prestes a morrer, ninguém queria se desfazer de seus desejos e gostos pessoais, para a sobrevivência do grupo, eles estavam em uma situação precária, em que era certo poucos sobreviverem e ainda assim, ninguém quis deixar sua arrogância e prepotência de lado para tentar sobreviver. Josh aprendeu muito com o pai na caverna e como George (Dan Wyllie) disse á ele, antes de morrer, Frank era um grande homem, só era preciso conhecê-lo. Como Josh nunca conviveu profundamente com o Pai, ele só soube disso, quando estavam entre a vida e a morte.

O filme nos ensina uma boa lição de que nem sempre estamos certos e mesmos que estejamos precisamos deixar nosso orgulho de lado. E que uma escolha errada, pode custar a sua vida.

Eu ouvi críticas boas e ruins á respeito do filme, teve uma crítica que me chamou atenção que foi a do Francisco Russo, no site: Adorocinema.com que disse que: “Com belas cenas subaquáticas, ampliadas pelo bom uso do 3D, o filme peca pela fragilidade das subtramas envolvendo os personagens. Vale apenas pelo visual.”

Eu acredito que o drama do filme seja super válido, para nos mostrar o valor das nossas escolhas. Este na minha humilde opinião foi um filme muito bem feito, a história é forte e você se surpreende a cada cena com a tecnologia 3D.

O longa Santuário (Sanctum 3D) é a próxima empreitada em 3D de James Cameron (Titanic e Avatar), após o estrondoso sucesso de “Avatar.”

O filme também tem um site Oficial, vale á pena conferir: http://www.santuariofilme.com.br/

 

Fotos&Fonte: Cinepop.com – Adorocinema.com

7 Respostas to “Sessão Pipoca: Santuário”

  1. nicholas Julho 28, 2011 às 10:13 pm #

    Gente que sinopse tensa! hehehe fiquei angustiando aqui D:
    N é o tipo de filme que eu gosto de ver, mas parece um filme ótimo pra ver com amigos curtindo os momentos tensos e fazendo comentários desnecessários hahaha
    bjs,
    tudo por um livro.

  2. Renata Julho 29, 2011 às 12:30 am #

    Nossa..parece super interessante e bem agitado!! Vou kerer ver..adorei! bjs

    http://serieslivroseafins.blogspot.com

  3. Eva Munhoz Julho 29, 2011 às 2:01 pm #

    Ainda não assisti esse filme,mas já tive boas referencias,me disseram que é baseado em fatos reais,é verdade?Vou ver se consigop ver no FDS.Bjs.

  4. Sonhos entre Pontinhos Agosto 1, 2011 às 11:05 pm #

    O filme é realmente muito bom e surpreendente! É verdade sim, o filme baseado na história do próprio Roteirista, Andrew Wright.
    É um filme que vale á pena. Ele mostra muito um defeito irritante de nós Seres Humanos de não querer escutar ninguém!
    Espero que gostem da Dica!

  5. Marcel Agosto 10, 2011 às 1:30 pm #

    Só para constar, o filme não é dirigido pelo James Cameron, mas sim produzido. =)

  6. RAFA Fevereiro 28, 2012 às 3:11 pm #

    ESSE FILME É MUIIIIIIIIIIIIIIITO PICAAA *-*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: