Sessão Pipoca: Par Perfeito!

14 Set

Filme: Par Perfeito (Killers) 

Elenco: Ashton Kutcher, Katherine Heigl, Tom Selleck, Catherine O’Hara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Luckett.

 Direção: Robert Luketic

Gênero: Ação

Duração: 90 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Sinopse: Jen (Katherine Heigl), conhece o homem perfeito. Seu nome é Spencer (Ashton Kutcher), ele é bonitão, educado e inteligente. Mas o que Jen não sabe, é que Spencer ganha a vida como matador de aluguel, contratado pelo governo. Eles vivem o casamento dos sonhos até que em uma bela manhã, o casal descobre que Spencer é o alvo de um golpe milionário. O que parecia ser um Par Perfeito transforma -se num jogo de vida ou morte, enquanto eles tentam lidar com sogros, sogras, casamento, manter as aparências e ainda sobreviver.

O que torna um casal perfeito? E será que realmente existe o conceito de perfeito um para o outro? Fugindo do título original, a tradução já deixa a desejar porque além de não combinar com o codinome Killers – nome original – (Assassinos), o filme não segue a linha de um casal perfeito.

Apesar de Ashton Kutcher e Khaterine Heigl, serem ótimos atores eu tive a estranha sensação de que ela era velha demais para ele. Não senti aquela ligação de personagens que se completam sabe, como em A filha do chefe, eu amo aquele filme e mesmo o personagem dele sendo inseguro e atrapalhado, acho que dá pra sentir que o casal tem uma sintonia.

O filme conta a estória de Spencer, um matador profissional que sonha em ter uma vida normal, construir família e conhecer pelo menos um de seus vizinhos e Jen, que após terminar com seu namorado porque ele era um canalha vai passar as férias com os pais em Nice, França.

Spencer e Jen conhecem-se ocasionalmente no hotel em que estão hospedados. De uma forma repentina os dois se apaixonam desesperadamente e então partem para o primeiro encontro. Após um jantar confuso e muita bebida Spencer leva Jen para o quarto dela. E de uma hora para outra decide contar sua verdadeira profissão. Só que adivinhem ela dormiu e não escutou nadinha.

Acho que o início do filme é forçado e serviu mais para mostrar a cidade do que o casal, em um filme que acontece tudo rápido demais você fica confusa se ele realmente é bom.

Após três anos de casados, Spencer descobre que sua cabeça estava a prêmio e eu acredito que aí sim começa o filme de verdade. Com muita ação, o filme segue monotonamente. Contraditório isso não? rs Acredito que um roteiro que tinha tudo para dar certo, perdeu-se na tentativa falida de transformar o filme em uma comédia romântica. Mas que falha terrível essa das grandes produções querer transformar qualquer filme em romance, existem produções que ficariam bem melhores somente com muita pancadiria e tiro, ou até um pouco de terror ou drama, me corrijam se eu estiver errada, mas um filme não precisa ser extremamente romântico para ser bom.

Um filme cujo um espião conta sua verdadeira identidade para uma mulher (ou qualquer outra pessoa) que acabou de conhecer, não me parece que o objetivo foi alcançado. Na verdade o que eu quero dizer é que Spencer não pareceu que havia treinado para ser um espião. Tudo bem, nós entendemos que ele podia estar desesperado para criar uma família, mas até os espiões mais mariquinhas sofrem um pouquinho antes de revelar tudo.

E você deve estar pensando. Que garota ridícula, revelando todo o filme! Acalmam-se, o verdadeiro ápice do filme só acontece pra lá de seus 50 minutos rodados😀 rs Então fiquem tranquilos, esta resenha do filme não contém Spoilers. Ou quase não muitos! rs #Brincadeirinha.

Acho que o filme poderia ser um pouquinho mais longo e deveria ter explorado melhor a relação de Jen e Spencer. Acredito eu que ficaria bem melhor se tirassem aquele prelúdio terrível e mostrassem a forma como eles se conheceram em flashback’s, acho que seria bem mais digno. O filme não completamente ruim, é uma boa distração para um dia chuvoso como esse, acho que ele foi feito para pessoas que gostam de filmes que misturam ação e amor e não para críticos do cinema. Então, peguem a pipoca e o travesseiro, ou brigadeiro, chame a família e divirta-se, ou pelo menos distraia-se ;D

Obs: Eu li uma resenha deste filme, onde o “crítico” o definia como ridículo. Desculpe, mas não considero um crítico quem define um filme assim. Seja sincero, me dê os pontos críticos do filme, os pontos a se pensar, os melhores momentos, nem que seja somente a trilha sonora. Mas por favor, não defina nada como “Ridículo, Riidículoo!” porque se não, para mim quem acabará tornando-se ridículo será você. Sorry, mas se você se auto-denomina crítico, vá  assistir mais filmes e aperfeiçoar o seu modo de ver as coisas. Quando você escreve em um blog/site, você escreve para outras pessoas mais ou menos inteligentes do que você, mas de forma alguma subestime o seu leitor. Você está escrevendo para ele e não para você.

Beijos, Caah❤

11 Respostas to “Sessão Pipoca: Par Perfeito!”

  1. Aione Simões Setembro 14, 2011 às 12:39 pm #

    Olá!
    Gostei bastante do post!
    Não assisti ao filme e, pelo que você falou, ele passa uma idéia errada mesmo com o título. Eu esperava uma comédia romântica, apenas, não mais levado para a ação – que parece ter sido a idéia principal e muito mais condizente com o título original.
    Apesar de preferir filmes românticos e amar romance em tudo, concordo com você que não se deve sair romantizando tudo, pode acabar estragando o roteiro.
    E adorei a observação sobre o crítico!
    “Ridículo” não define absolutamente nada. Deve-se saber como mostrar seu ponto de vista através de argumentos, e não resumi-lo em um precário adjetivo!
    Beijos!

  2. Fábio C. Martins Setembro 14, 2011 às 1:45 pm #

    Também não achei o filme muito bom. Ele server ao propósito: entretenimento. Muito diferente do Turista, que mistura espionagem e romance de uma forma interessante, apesar que o romance também é um pouco forçado… em 3 cenas ela já demonstra que está caidinha pelo professor.

    Enfim, como você disse, um dia chuvoso serve como incentivo para um Par Perfeito.😉
    Beijinhos

  3. Miriam Setembro 14, 2011 às 1:53 pm #

    Oi, Amiga!

    Sério que o filme não é bom?? Adorei o trailler!! rsrsr E sem falar que Ashton Kutcher é tão gostoso de ver!!

    Agora, brasileiro não é muito criativo nas traduções de nome de filme. Pq eles simplesmente não traduzem o original e pronto! Não entendo.

    Adorei a sua resenha e vou procurar o filme pra assistir no findi!

    beijoO

  4. raphinhacullen Setembro 14, 2011 às 2:07 pm #

    Eu não assisti ao filme ainda, mas acho que qualquer filme que tenha o Ashton já vale uma sessão de cinema!🙂

    Beijokas! :*

    Raphaela
    Equalize da Leitura
    @EqualizeLeitura

  5. Carol Veronese Setembro 14, 2011 às 2:18 pm #

    Adoro esses filmes de comédinhas românticas❤

    Beijos,
    Carol
    http://www.retratoseretalhos.com.br

  6. Pri Setembro 14, 2011 às 3:40 pm #

    OI Camila! Arrasou na resenha!

    Eu qro assistir, mesmo com as críticas, pq apesar de tudo, gosto do estilo. Além disso, eu sou daquelas que gostam de comprovar para ter uma opinião sobre as coisas. Se for ruim mesmo, paciência.

    Concordo com vc: é mto fácil escrever palavras para desmoralizar a obra, sem se dar ao trabalho de expor os motivos. Detesto isso! Acho q sinceridade é super importante, mas não podemos esquecer que nossa opinião não é universal. O fato de eu não gostar, não significa que o outro tb tenha que odiar. Exponha os fatos e deixe que o leitor decida o que é melhor para si.Aff!

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

  7. Caline Setembro 14, 2011 às 7:28 pm #

    Oi Caah, filmes românticos, bobos e cheios de cenas de amor açucaradas não foram feitos para os críticos de cinema, é certo que eles vão sempre dizer que o filme é horrivel, é por isso que geralmente prefiro ler blog “não-especializados” do que esses sites de críticos, eles são muito cricris em relação a tudo.

    Xero
    Caline – Mundo de Papel

  8. Bianca Sampaio Setembro 14, 2011 às 8:54 pm #

    Comecei a assistir a esse filme, mas não terminei. Adoro o Ashton❤

    Beijos, Bianca
    http://www.epilogosefinais.co.cc

  9. Tati Canto Setembro 14, 2011 às 8:56 pm #

    ahhh, eu vi…achei divertido!
    Bjs, Tati
    http://loveshoesblog.com
    @loveshoesblog

  10. Mariana Sampaio Setembro 14, 2011 às 10:32 pm #

    Adorei sua crítica, querida! Um outro ponto bom, é a confusão em que se encontra a Jen, quando descobre a identidade do marido, e algumas cenas são muito hilárias, como a do trabalho do Spencer, mais para o fim! Concordo com você! NADA é de todo ruim, e é dever de um crítico salientar todos os pontos! Realmente, é péssimo apenas ter a palavra “ridículo” e coisas ruins a dizer a respeito de algo.

    Nota 10, fofíssima!

  11. Glaucea Setembro 15, 2011 às 2:41 am #

    Eu achei o filme divertido, mas nada além disso.
    Não achei que ela estivesse velha pra ele, mas achei que eles não combinaram muito como casal, sei lá.
    E realmente, chamar um filme de ridiculo não é coisa de critico. Acho que de ninguém na verdade, se você não gostou cite os pontos e pronto, já fica claro que você não gostou.
    Bjo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: