Tag Archives: ação

Resenha: Jogo de Poder – Valerie Plame Wilson – Editora Seoman

18 Set

 Edição: 1
 Editora: Seoman
 ISBN: 9788598903262
 Ano: 2011
 Páginas: 432
 Tradutor: Celina Cavalcante Falck-Cook

Skoob: Livro

Onde Comprar: Livraria Cultura.

Sinopse: Em Jogo de Poder, Valerie Plame Wilson, ex-agente da CIA, tem sua vida e carreira devastadas por acusações falsas criadas pela Casa Branca e o governo Bush por falar abertamente a verdade do poder constituído. A autora assistiu de camarote tanto à politização do serviço secreto pré-guerra quanto aos esforços da Casa Branca para evitar as críticas pós-invasão. Ela foi sacrificada, tal como um Bode Espiatório, o canário que era colocado nas minas de carvão para servir de alerta contra vazamentos de gás. Seu livro representa um testemunho muito sério sobre o clima insalubre da política atual nos Estados Unidos.

Jogo de Poder é um livro muito difícil de falar sobre. Porque não é uma personagem, não é uma história fictícia. São pessoas reais, tratando de assuntos reais, fatos que realmente aconteceram. Valerie Plame, era uma verdadeira Patriota que serviu ao seu País, com amor e devoção e sacrificou não somente sua vida, mas como a vida de sua família para servir ao País e tudo o que recebeu em troca, fora uma grande traição.

Jogo de Poder, conta a estória de Valerie e como ela iniciou carreira como agente secreta, desde o treinamento na Fazenda até o momento da traição. Valerie mesmo após ter os gêmeos, continuou trabalhando na CIA, com uma carga horária menor, isso mesmo antes e depois do atentado terrorista de 11 de setembro. Tendo que ser Mãe, Mulher e Agente Secreta, Valerie cumpriu suas missões com louvor, até onde foi capaz.

Na época, os Estados Unidos estava procurando um motivo para começar uma Guerra contra 0 Iraque. Então começou-se as especulações de que o Iraque e países vizinhos estavam comprando urânio e que  tinham em seus domínios armas nucleares e que a qualquer momento poderiam iniciar a Guerra. Então um dos agentes que trabalhava com Valerie, recomendou que o marido de Valerie, Joe Wilson, ex-embaixador aposentado, fosse a Níger, para tentar descobrir toda a verdade. Se os iraquianos possuíam ou não o urânio. No laudo de Joe, ele afirmava que não haviam provas de que os iraquianos possuíam o material necessário para a construção de uma bomba nuclear, mas o presidente Bush, afirmou em um discurso que os Estados Unidos da América continham provas concretas de que eles possuíam sim, os materiais. Então os Estados Unidos declarou Guerra contra o Iraque, alegando que agiriam dessa forma, para que o Iraque não os atingisse primeiro.

Joe indignado com tamanha mentira, decidiu levar a público as informações que ele obteve na viagem até Níger. E então era apenas um homem, contra toda a América, o governo americano não ficou nada feliz com a exposição que Joe fez. Não contendo provas para incriminá-lo o Governo decidiu revelar a identidade de sua esposa Valerie, que era agente da CIA, na coluna de Robert Novak, em um jornal, em 2003.

Eu acabei de assistir ao filme e a prova que eu tive é que os produtores, roteiristas e até a própria Valerie não souberam como cativar o público, mas não devemos culpá-los, pois você transformar um livro de história em um ficção não é uma tarefa realmente fácil de se realizar. Para mim, o livro Jogo de Poder não passa de um livro de história, com um pouco mais de ação. O livro não é de todo o ruim, apesar das tarjas pretas, e de você ficar indubitavelmente perdido por causa delas. É uma história impactante com certeza e mostra como funciona as leis de um País, movido pelo dinheiro e pela busca do poder.

Jogo de Poder não é um livro fácil de se ler. A leitura, é pesada e cansativa, pelo fato de ser um livro bem detalhista, eu acredito que não poderia ser diferente, pois a vida de uma agente secreta realmente não deve ser fácil, deve ser bem complicado manter várias vidas paralelas á sua real. Porém eu acredito que eles poderiam ter feito melhor. Acho que eles poderiam ter feito uma adaptação, sei lá, só uma sugestão, mas poderiam ter colocado Valerie para narrar os fatos para uma autora de verdade. Pois ela pode ter sido agente secreta da CIA, mãe, mulher. Mas, ela definitivamente não era escritora.

Biografias definitivamente não são minha praia. Mas, se você quiser conhecer um pouco melhor a história dos Estados Unidos e a guerra com o Iraque, ou até mesmo entender como funciona a vida e como é a rotina de uma Agente Secreta da CIA o livro é recomendável. Mas é preferível que você tome muito café, relaxe e tenha paciência, porque esse livro lhe tomará muito tempo.

Elenco: Naomi Watts, Sean Penn, Ty Burrell, Bruce McGill, Brooke Smith, Michael Kelly, David Denman.

 Direção: Doug Liman

 Gênero: Ação/Suspense

 Duração: 106 min.

 Distribuidora: Paris Filmes

Destaque para o filme, que colocaram uma atriz muito boa e que na minha humilde opinião, além de parecer com a verdadeira Valerie, desempenhou um ótimo papel, ao representar, Naomi Watts. E para mim o ponto forte do filme, fora a atuação de Sean Penn (que estava perfeito) incorporou o personagem de uma maneira formidável.

Beijos.

Camila Leite.

Sessão Pipoca: Par Perfeito!

14 Set

Filme: Par Perfeito (Killers) 

Elenco: Ashton Kutcher, Katherine Heigl, Tom Selleck, Catherine O’Hara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Luckett.

 Direção: Robert Luketic

Gênero: Ação

Duração: 90 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Sinopse: Jen (Katherine Heigl), conhece o homem perfeito. Seu nome é Spencer (Ashton Kutcher), ele é bonitão, educado e inteligente. Mas o que Jen não sabe, é que Spencer ganha a vida como matador de aluguel, contratado pelo governo. Eles vivem o casamento dos sonhos até que em uma bela manhã, o casal descobre que Spencer é o alvo de um golpe milionário. O que parecia ser um Par Perfeito transforma -se num jogo de vida ou morte, enquanto eles tentam lidar com sogros, sogras, casamento, manter as aparências e ainda sobreviver.

O que torna um casal perfeito? E será que realmente existe o conceito de perfeito um para o outro? Fugindo do título original, a tradução já deixa a desejar porque além de não combinar com o codinome Killers – nome original – (Assassinos), o filme não segue a linha de um casal perfeito.

Apesar de Ashton Kutcher e Khaterine Heigl, serem ótimos atores eu tive a estranha sensação de que ela era velha demais para ele. Não senti aquela ligação de personagens que se completam sabe, como em A filha do chefe, eu amo aquele filme e mesmo o personagem dele sendo inseguro e atrapalhado, acho que dá pra sentir que o casal tem uma sintonia.

O filme conta a estória de Spencer, um matador profissional que sonha em ter uma vida normal, construir família e conhecer pelo menos um de seus vizinhos e Jen, que após terminar com seu namorado porque ele era um canalha vai passar as férias com os pais em Nice, França.

Spencer e Jen conhecem-se ocasionalmente no hotel em que estão hospedados. De uma forma repentina os dois se apaixonam desesperadamente e então partem para o primeiro encontro. Após um jantar confuso e muita bebida Spencer leva Jen para o quarto dela. E de uma hora para outra decide contar sua verdadeira profissão. Só que adivinhem ela dormiu e não escutou nadinha.

Acho que o início do filme é forçado e serviu mais para mostrar a cidade do que o casal, em um filme que acontece tudo rápido demais você fica confusa se ele realmente é bom.

Após três anos de casados, Spencer descobre que sua cabeça estava a prêmio e eu acredito que aí sim começa o filme de verdade. Com muita ação, o filme segue monotonamente. Contraditório isso não? rs Acredito que um roteiro que tinha tudo para dar certo, perdeu-se na tentativa falida de transformar o filme em uma comédia romântica. Mas que falha terrível essa das grandes produções querer transformar qualquer filme em romance, existem produções que ficariam bem melhores somente com muita pancadiria e tiro, ou até um pouco de terror ou drama, me corrijam se eu estiver errada, mas um filme não precisa ser extremamente romântico para ser bom.

Um filme cujo um espião conta sua verdadeira identidade para uma mulher (ou qualquer outra pessoa) que acabou de conhecer, não me parece que o objetivo foi alcançado. Na verdade o que eu quero dizer é que Spencer não pareceu que havia treinado para ser um espião. Tudo bem, nós entendemos que ele podia estar desesperado para criar uma família, mas até os espiões mais mariquinhas sofrem um pouquinho antes de revelar tudo.

E você deve estar pensando. Que garota ridícula, revelando todo o filme! Acalmam-se, o verdadeiro ápice do filme só acontece pra lá de seus 50 minutos rodados 😀 rs Então fiquem tranquilos, esta resenha do filme não contém Spoilers. Ou quase não muitos! rs #Brincadeirinha.

Acho que o filme poderia ser um pouquinho mais longo e deveria ter explorado melhor a relação de Jen e Spencer. Acredito eu que ficaria bem melhor se tirassem aquele prelúdio terrível e mostrassem a forma como eles se conheceram em flashback’s, acho que seria bem mais digno. O filme não completamente ruim, é uma boa distração para um dia chuvoso como esse, acho que ele foi feito para pessoas que gostam de filmes que misturam ação e amor e não para críticos do cinema. Então, peguem a pipoca e o travesseiro, ou brigadeiro, chame a família e divirta-se, ou pelo menos distraia-se ;D

Obs: Eu li uma resenha deste filme, onde o “crítico” o definia como ridículo. Desculpe, mas não considero um crítico quem define um filme assim. Seja sincero, me dê os pontos críticos do filme, os pontos a se pensar, os melhores momentos, nem que seja somente a trilha sonora. Mas por favor, não defina nada como “Ridículo, Riidículoo!” porque se não, para mim quem acabará tornando-se ridículo será você. Sorry, mas se você se auto-denomina crítico, vá  assistir mais filmes e aperfeiçoar o seu modo de ver as coisas. Quando você escreve em um blog/site, você escreve para outras pessoas mais ou menos inteligentes do que você, mas de forma alguma subestime o seu leitor. Você está escrevendo para ele e não para você.

Beijos, Caah ❤

Sessão Pipoca: Sucker Punch – Mundo Surreal

22 Ago

Elenco: Evan Wood, Jena Malone, Jamie Chung, Abbie Cornish, Emily Browning, Carla Gugino, Vanessa Hudgens

Direção: Zack Snyder

Gênero: Drama/Suspense

Duração: 120 min.

Distribuidora: Warner Bros.

Sinopse: Feche os olhos. Abra sua mente. Você não estará preparado. Sucker Punch – Mundo Surreal é uma fantasia épica de ação que nos apresenta a imaginação fértil de uma jovem garota, cujos sonhos são a única saída para sua difícil realidade em um hospício. Isolada dos limites de tempo e espaço, ela está livre para ir onde sua mente levar, porém, chega o momento em que suas incríveis aventuras quebram o limite entre o real e o imaginário, trazendo consequências trágicas.

Prontos para entrarem em um mundo Surreal? rs Meu Deus gente, a quanto tempo não assisto a um filme tão incrível assim. Fiquei um bom tempo procurando palavras para começar a falar sobre o tal. No momento todas elas fugiram-me, estou estarrecida, com toda a sua qualidade no geral. Sua impecável fotografia, desde o primeiro minuto até o último, nos faz querer entrar no Mundo Surreal, nos faz querer senti-lo em ação.

Bom, o filme em si, conta a estória de uma menina que perdeu a mãe e tenta escapar do Padrasto malvado e pervertido, na tentativa de salvar sua irmã mais nova, acontece um terrível acidente onde a jovem perde  irmã e então fica á merce de seu temido Padrasto/Carrasco. Afim de ficar com toda a fortuna da Jovem a qualquer custo, o Padrasto a interna em um manicômio, o Lennox House, e então a Jovem (que em momento algum no filme é citado seu nome verdadeiro) cria em sua mente um Mundo Surreal, pois em dentro de cinco dias, ela passará por uma lobotomia, que pode mudar para sempre sua vida. (para quem não sabe, lobotomia é uma cirurgia feita para apagar a memória de uma pessoa, deixando-a catatônica, é como se a pessoa perdesse sua alma, hoje em dia, um pequeno número de países ainda realiza procedimentos cirúrgicos semelhantes, porém dentro de indicações muito estritas.)

 O filme começa e fico meio constrangida por não estar entendendo. E então a estória começa a desenrolar-se, com um bocado de câmera lenta, ás vezes fica difícil acompanhar certas coisas, de tão lento que fica.

E então eu enfim me transportei para dentro da tela, para ficar ao lado de Baby Doll, como se denomina nossa queridinha “Protagonista”. rs Ridículo isso não é? rs Eu sei, desculpem-me por isso, mas foi o que EU senti. Eu confesso, queria que a Minha Vanessa aparecesse mais, e quando lançaram a notícia de que ela estaria no filme eu fiquei triste quando descobri que ela não seria a protagonista. Pessoas que não gostam dela á parte, eu achei bem digna a atuação. Com um tempo surpreendedoramente bem divido entre as 4 “coadjuvantes.”

Quando Baby Doll cria o Mundo Surreal, o hospício transformasse em um Cabaré, onde as internas são prostitutas. As rompantes entre um o real e a fantasia, são tão intensas e constantes que ás vezes você fica perdido e acha que tudo transformou-se em uma coisa só. E os dias que Baby Doll aguarda sua lobotomia, transforma-se em “fases”, em cada fase ela com a ajuda de suas amigas, Blondie, Rocket, Sweat Pea e Amber, terão que capturar os cincos elementos (um oculto) para a fuga, daquela torturante prisão.

Não somente para os Nerd’s, mas principalmente para os homens o filme é uma delícia, com muita ação, e mulheres vestidas com roupas sensuais atirando para todos os lados. Ouvi críticas pesadas sobre o fato de o filme ser talvez apelativo demais. Mas também ouvi muitos elogios, dessa incrível produção de Zack Snyder. Acho que o filme peca um pouco no enredo, algumas coisas, se perdem no ar, em meio a tanta ação. Mas vale pelos efeitos especiais e pela nostalgia de lembrar dos jogos de Resident Evil. Algo que chamou muito a minha anteção, foi o sentimento de proteção que Sweat Pea, tem para com sua irmão Rocket. Em um filme de ação onde sentimentos genuínos perdem-se, ainda há bondadde bem lá no fundo. Com um final morninho, porém original.

Embalado por uma fantástica e hipnotizante Trilha Sonora, contando com a presença das atrizes, EmilyBrowning e Carla Gugino, Sucker Punch me deixou sem palavras, e ainda acho que não o descrevi bem!

Sessão Pipoca: Santuário

28 Jul


Sinopse: O líder da expedição é o mergulhador Frank McGuire (Richard Roxburgh) um especialista que explorou as cavernas Esa-ala, do Pacífico Sul, durante meses. Mas quando a sua saída é cortada em uma enchente, a equipe de Frank — incluindo o seu filho de 17 anos Josh (Rhys Wakefield) e o financista Carl Hurley (Ioan Gruffudd) — é forçada a alterar radicalmente os planos. Sem equipamento, a tripulação precisa navegar por um labirinto debaixo d’água até encontrar uma saída. Logo, eles são confrontados com a pergunta inevitável: eles poderão sobreviver, ou eles estarão presos para sempre?

 Santuário é baseado na própria experiência pessoal do Roteirista, Andrew Wright, que esteve próximo da morte quando liderou uma expedição de mergulho e ficou preso em uma caverna embaixo d’água, que teve sua entrada fechada após uma tempestade.

O filme gira em torno da expedição nas cavernas do Esa-ala, Pacífico Sul. Frank, o líder da expedição, está tentando achar uma saída pelo mar, por dentro da caverna. Frank tem um difícil relacionamento com seu filho Josh, que o acompanha em suas expedições contra sua vontade, Josh é um ótimo alpinista, o melhor do grupo, mas cria certa mágoa com as expedições do Pai, primeiro, pelo fato de Josh achar que o pai, só se preocupa com as cavernas dele e segundo pelo fato do pai, obrigá-lo a ir às expedições com ele.

Josh acaba cometendo um grave erro e isso cria uma nova briga com o pai, ele se esquece de re-abastecer os equipamentos dos mergulhadores. Então Frank e Judes (Allison Cratchley) têm que fazer o trabalho que era pra ser feito por ele. Após 17 dias presos na caverna, Judes começa a ficar cansada, e após ter feito a reposição dos equipamentos junto de Frank, ela ficara ainda mais frágil e debilitada. Mesmo após avisos e pedidos constantes dos companheiros para que ela descanse Judes insiste em mergulhar. Frank e Judes vão explorando a caverna cada vez mais fundo e o lugar se estreita a cada avanço, eles acabam deixando os rebreathes para trás, (rebreathes são os tanques reserva, para caso aconteça algo errado com o tanques de ar deles) quando eles finalmente conseguem passar pelo pequeno espaço, eles dão de cara com uma possível saída para o mar, um lugar incrível, simplesmente fantásticos, Frank e Judes se emocionam e Frank dá nome ao lugar, Caverna de Santa Judes. Após a comemoração eles decidem voltar pra seu posto para comemorarem juntos com os outros integrantes da equipe, mas há um vazamento no tanque de Judes, ela se desespera e então começa a se afogar. Em uma tentativa desesperada para salvar a vida da Amiga de Mergulho, Frank tira seu respirador e tenta dividir com ela, a princípio funciona, mas quando ela se desespera, tudo se perde e então Judes morre afogada.

Após a terrível perda, Frank volta á base triste e ainda tem que enfrentar o Filho que o culpa pela morte de Judes, após uma terrível discussão, Frank lembra á Josh que Judes, morreu porque se desesperou e que ela estava esgotada, porque além de estar muitos dias na caverna ela teve que fazer um trabalho que “NÃO ERA O DELA” – Eu achei essa parte muito interessante, porque o filho não pensou em tudo o que o pai fez para ajudá-la, ele só queria culpá-lo. E se tivesse algum culpado pela morte de Judes, com certeza não seria somente o Pai. Com a discussão ninguém se deu conta da tempestade que se aproximava, sem contato com a base que estava acima da caverna, eles só perceberam a tempestade, com os barulhos e quando a caverna começou encher.

Começava a batalha contra o tempo e a natureza, após a única saída ser fechada, Frank e sua equipe, que incluía seu filho Josh e o economista, Carl alterasse a rota de saída em direção ao mar, fazendo com que eles fossem mais fundo por dentro de um labirinto de cavernas subaquáticas para sobreviver. Mas eles não têm muito tempo e a dúvida é saber se conseguirão sobreviver para contar esta história.

O filme é todo feito de detalhes e o grande dilema dele, é a droga da altivez das pessoas, o problema todo foi as pessoas não quererem escutar a verdade, mesmo prestes a morrer, ninguém queria se desfazer de seus desejos e gostos pessoais, para a sobrevivência do grupo, eles estavam em uma situação precária, em que era certo poucos sobreviverem e ainda assim, ninguém quis deixar sua arrogância e prepotência de lado para tentar sobreviver. Josh aprendeu muito com o pai na caverna e como George (Dan Wyllie) disse á ele, antes de morrer, Frank era um grande homem, só era preciso conhecê-lo. Como Josh nunca conviveu profundamente com o Pai, ele só soube disso, quando estavam entre a vida e a morte.

O filme nos ensina uma boa lição de que nem sempre estamos certos e mesmos que estejamos precisamos deixar nosso orgulho de lado. E que uma escolha errada, pode custar a sua vida.

Eu ouvi críticas boas e ruins á respeito do filme, teve uma crítica que me chamou atenção que foi a do Francisco Russo, no site: Adorocinema.com que disse que: “Com belas cenas subaquáticas, ampliadas pelo bom uso do 3D, o filme peca pela fragilidade das subtramas envolvendo os personagens. Vale apenas pelo visual.”

Eu acredito que o drama do filme seja super válido, para nos mostrar o valor das nossas escolhas. Este na minha humilde opinião foi um filme muito bem feito, a história é forte e você se surpreende a cada cena com a tecnologia 3D.

O longa Santuário (Sanctum 3D) é a próxima empreitada em 3D de James Cameron (Titanic e Avatar), após o estrondoso sucesso de “Avatar.”

O filme também tem um site Oficial, vale á pena conferir: http://www.santuariofilme.com.br/

 

Fotos&Fonte: Cinepop.com – Adorocinema.com

Sessão Pipoca: Transformers 3 – O Lado Oculto da Lua

17 Jul

Elenco:  Shia LaBeouf, Rosie Huntington-Whiteley, John Turturro, Ken Jeong, John Malkovich, Patrick Dempsey, Josh Duhamel, Kevin Dunn, Julie White, Frances McDormand, Tyrese Gibson.

Direção: Michael Bay

Gênero: Ação

Duração: 153 min.

Distribuidora: Paramount Pictures

Estreia: 1º de Julho de 2011

Sinopse: Os Autobots, liderados por Optimus Prime, estão de volta em ação, em uma luta contra os terríveis Decepticons, que estão determinados a vingar a sua derrota em “Transformers: A Vingança dos Derrotados”. Neste novo filme, os Autobots e Decepticons se envolvem em uma perigosa corrida espacial entre os EUA e a Rússia, e uma vez mais humano Sam Witwicky (Shia Lebouf) tem de vir em auxílio de seus amigo robô. Há também novos personagens, incluindo um novo vilão, Shockwave, um transformer que governa Cybertron enquanto os Autobots e Decepticons se enfrentam na Terra.

O que dizer de Trasnformers?! HAHA Cara que difícil, porque assim, vocês sabem que eu não ia muito com a cara desse filme, 3 anos após eu finalmente assisti o 1° filme da Franquia, confesso que não assisti ao 2° e então fui assistir ao 3°! HAHA podem dizer, Eu sou uma Comédia! rs

Mas enfim gente, eu fui ver o filme na segunda-feira, e apesar de não ter visto o 2° filme, eu não fiquei nenhum um pouco perdida! Acho que o filme tem uma explicação legal, e não nos deixa “boiar” na história!

O filme é cercado pelo mistério do Lado Oculto da Lua, Optimus Prime, descobre que os humanos lhe esconderam algo, quando visitaram a Lua, a queda de uma espaçonave vinda de Cyberton, comandada por  Sentinel Prime (Leonard Nimoy), que desencadeou a corrida espacial entre Estados Unidos e Rússia na década de 60.  Os Autobots resolvem ir à Lua para resgatar o antigo líder, além das cápsulas que ainda estão no local. Sam Witwicky (Shia LaBeouf) vive com sua nova namorada, Carly (Rosie Huntington-Whiteley), e está à procura de emprego. Ele sente-se diminuído, já que salvou o planeta duas vezes e ganhou uma medalha do presidente Barack Obama, mas nada disto parece ajudá-lo a se estabelecer no mercado de trabalho. Para piorar, Carly ganha bem e é assediada pelo chefe, o bilionário Dylan Gould (Patrick Dempsey).

O filme tem uma pitada de humor e é a 2° melhor atração do filme, a 1° é claro, são os efeitos especiais! Muita ação e aventura te esperam por aí, mas se você é um daqueles que vê o filme pela história, DESISTA! E se você não tem muita paciência com filmes grandes, desista de ver Transformers, o filme é humildemente Gigante! rs

Eu juro que senti falta da Megan Fox, mas a Rosie também é muito bonita, e ela até que atuou direitinho, eu Amei o SHIA gente, enfim ele está com cara de Homem, já estava na hora não é! HAHA

Gente o filme é muito bom e vale muito á pena em questões de efeitos especiais, como o filme é muito grande demora um pouco pra rolar a história, mas vale á pena assistir ;D

 

Sessão Pipoca: Rápida Vingança!

22 Jun

Elenco: Dwayne “The Rock” Johnson, Billy Bob Thornton, Maggie Grace, Carla Gugino, Moon Bloodgood, Oliver Jackson-Cohen.

 Direção: George Tillman Jr.

Gênero: Ação/Drama

Duração: 98 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Estreia: Direto em DVD – Julho de 2011

Sinopse: ‘Rápida Vingança’ acompanha Driver (‘The Rock’), que passa 10 anos na cadeia após seu irmão ser assassinado em um golpe que eles sofreram durante um assalto, em que participaram. Agora, ele procura vingança contra os ex-companheiros de crime, enquanto tenta descobrir quem matou o irmão.

O filme conta a história de “Driver” um recém ex-presidiário, que resolve vingar a morte do irmão, que morre após um assalto ao Banco!  Driver não tem medo se poderá voltar para a cadeia, a sede de vingança dele é maior. Ele segue uma lista á risca, ele apenas ainda não sabe quem foi o mandante do crime, quem realmente os traiu. Então começa a procura… Enquanto ele está atrás de quem matou o irmão, o mandante da traição, contrata o melhor Assassino para se livrar dele!

Gente, eu sou do tipo, muito, muito suspeita para falar do “THE ROCK” simplesmente eu AMO esse cara de graça, apesar dele ser todo fortão e definitivamente não fazer o meu tipo, rs me derreto toda vez que ele sorri! Meu Deus mas que sorriso mais perfeito que esse homem tem!

Eu adorei o filme, é ação do início ao fim e você fica naquela aflição esperando, para ver o que vai acontecer! A atuação de Dwayne é impecável e os acontecimentos são muito viceráis, as vezes você fica com pena da pessoa, mas daí você lembra o que ela fez então concorda com o que ele está fazendo rs É uma loucura!

Eu só achei que no final do filme, o roteirista se perdeu um pouco, o final é legal e tal, mas nem espere muita coisa. Mas é porque é assim deixa eu explicar rs No começo aparece os três vértices principais desse triângulo, podemos assim dizer! rs  “Driver – O Motorista”, “O Assassino” e o “Policial” e no final, parece que ficou meio assim, “Ah, já que ele participou o filme todo vamos incluí-lo no final” Pelo menos eu tive essa terrível impressão!

Mas o filme vale a pena, simplesmente pela ação e pelo Dwayne, só que nesse filme ele não sorri :/ Ou sorri muito pouco! rs

Curiosidades:
A Sony Pictures lançaria o filme nos cinemas, mas a Imagem Filmes comprou os direitos.

Fonte: CinePop

O filme vale muito á pena ser assistido! Os meninos é que vão adorar 😀

Beijos, Mila ♥

Sessão Pipoca: Caça ás Bruxas!

20 Maio

Oi gente, estou ficando uma preguiçosa de mão cheia não é ;D rs Mas aí gente são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo! =)
Que chega no final do dia não tenho forças nem para falar, tenho tantas novidades! *-* Várias novas parcerias, em breve teremos promoções e uma das grandes novidades é que a fofa da Gabi Puppe, me convidou para ser colunista do novo blog do dela, o Vício Diário, isso é muito chique não é, é lógico que eu aceitei, sempre quis isso *-* rsrs sempre sonhei em ter uma coluna em blogs alheios! (leia-se estou aberta a convites)! rs Lá no blog dela irei falar de cinema e ajudar em outras tags sempre que puder!

Mas enfim gente… Hoje eu vim falar de um filme especial! O Caça ás Bruxas, com o Nicolas Cage!

Elenco: Nicolas Cage, Ron Perlman, Stephen Graham, Ulrich Thomsen, Stephen Campbell Moore, Claire Foy.

 Direção: Dominic Sena

Gênero: Aventura

Duração: 98 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Sinopse: Behmen (Nicolas Cage) é um cavaleiro que, depois de vários anos lutando nas Cruzadas, perdeu algumas batalhas, muitos amigos e até a fé. De volta à sua terra natal, ele encontra uma Europa devastada pela fome e a peste negra. Neste cenário de destruição ele se une a um grupo de guerreiros encarregados de levar uma garota, suspeita de ser bruxa, para um monastério distante. Não leva muito tempo até que o grupo perceber que a jovem possui forças sobrenaturais, e que eles estão prestes a enfrentar um mal além da nossa compreensão.

 

Então gente… Quando estreiou esse filme (28/01/2011) eu fiquei louca para assistir! Adoro o Nicolas Cage e fico fã dele a cada filme! Somente quatro meses depois que consegui assistir finalmente ao filme!

O filme conta a história de uma epóca em que a igreja matava os tais “pecadores” em nome de Deus! Behmen e Felson são dois soldados da igreja que passaram por muitas e muitas guerras, matando milhões de pessoas! Quando Behmen mata uma mulher, ele olha a sua volta e vê crianças e mulheres caídas no chão, então ele começa questionar o que julga ser o verdadeiro pecador; desta forma ele consegue enxergar a realidade gritante! Quando Behmen e Felson decidem se eliminar das tropas da igreja, eles fogem, porque naquela época uma pessoa não podia simplesmente dizer que não queria mais servir a Deus, sem fé, Behmen percebeu que só servia para matar. Quando eles chegam a um vilarejo destruído pela peste, mesmo tentando se esconder são reconhecidos e levados até o Rei* (euacho* rs que ele era Rei não lembro rs) Olhem a cara do Rei: (Urgh)

kkkkk – tadinho gente, até o Rei pegou a peste! Enfim…. As pessoas acham que a culpa de toda essa desgraça é a bruxa, que chegou na cidade trazendo a peste junto!

Quem diria que ela tem cara de bruxa? Então gente, nossos guerreiros enfrentam um grande dilema, pois ela é ardilosa e esperta e na primeira brexa que ela encontra ela se aproveita de todas as fraquezas da pessoa!

Então né gente, é aquela velha história do teste de atenção! O filme é feito de detalhes, mínimos e se você pisca, você perde, algo tremendamente importante!

Eu gostei do filme, até o ato final! Eu daria umas 4 estrelas, no máximo! A história é boa, é muito boa, é um filme inteligente e que nos mostra o quanto as aparências enganam.

A amizade entre Behmen e Felson é muito bonita, um conhece o outro, conhece as fraquezas, as melhores virtudes e até aonde o outro pode ir, pelos seus objetivos.

Assistam o filme e espero que gostem! 😀

Um grande beijo a todos!

Tron: O Legado!

20 Dez

Então meu povo, sexta-feira foi a festa de confraternização da minha empresa a Dannemann…  (vocês devem estar se perguntando porque um post de filme se eu falei de festa!) Calmem que irei explicar… É que depois da festa… Eu fui ao shopping com uns amigos, resolvemos esticar a festa no cinema! Acalmem-se, eu assisti ao filme todo! =)

Então, nós vimos Tron: O Legado! Eu estava louca para assisti este filme, confesso que quase dormi no cinema, devido ao cansaço demasiado, mas aguentei até o fim, pois era interessante o filme!

Sinopse: Sam Flynn, o filho de 27 anos de Kevin Flynn, procura por informações que o levem até seu pai, mas quando Sam menos espera, ele se vê dentro do mesmo mundo de ferozes programas e jogos gladiatoriais em que seu pai tem vivido há 25 anos. Juntos, pai e filho embarcam em uma aventura de vida ou morte através de um mundo cibernético deslumbrante que se tornou muito mais avançado e extremamente perigoso. Com exibição em 3D.

Os efeitos especias do filme é de enlouquecer qualquer um!

Sem contar que no filme também tem ótimos atores, como o protagonista Jeff Bridges – (que interpreta Kevin Flynn novamente após 28 anos) – Garret Hedlund – (o filho rebelde e gatinho de Flynn que pensa ter sido abandonado por seu pai quando criança) – e por fim, porém não menos importante está Olivia Wilde – ( a Quorra – mais conhecida como a queridinha 13 de House)

Salt!

11 Dez

Um século depois eu finalmente assisti este filme! (estou ficando craque em assistir filmes velhos!)  HAHA Quando ele estreiou eu nem quis ouvir falar de SALT achei que seria chaaaato demais, porémcontudotodavia, ignorei o fato de que a protagonista era a Angelina Jolie! rs

Então! Hoje meu namorado namorido veio aqui e resolvemos assistir um filmezinho, ele escolheu esse porque a muito tempo ele está afim de assistir, e adivinhem? Ele dormiu o filme todo, mas eu fiquei vidrada para quem não queria ver gente o filme é ótimo, tem muiiita ação, suspense e um pouquinho de drama, a história é incrível, envolvente e surpreendente, quando você acha que já sabe como irá acabar a história, vem e muda tudo! Eu adorei!  Recomendo demais, espero que gostem!

Jolie substituiu Tom Cruise, que teve problemas na agenda e também ficou com medo do protagonista ser muito parecido com Ethan Hunt, que ele mesmo viveu na franquia Missão Impossível. Ele abandonou o projeto. “Jolie se mostra forte como qualquer homem em filmes de ação e também é ótima em filmes dramáticos. Em Salt, ela faz os dois”, revelou o diretor.

Sinopse: Antes de se tornar agente da CIA, Evelyn Salt (Jolie) prestou juramento de servir e honrar o seu país. Ela colocará o seu juramento em prática, quando um desertor russo a acusa de ser uma espiã russa. Salt foge, usando todas as sua habilidades e anos de experiência como agente infiltrada para conseguir escapar dos seus inimigos, proteger o seu marido e fugir dos seus colegas da CIA.

TRANSFORMERS

28 Set

TRANSFORMERS

É três anos após o lançamento e ontem que eu fui ver o 1° TRANSFORMERS… Parace cômico isso, mas é a pura verdade, quando lançou eu não quis assistir porque era um filme de ação e eu não gosto de filmes de ação, então não quis assistir, ontem eu vi o trailher e resolvi dar uma chance para o filme e não é que gostei 🙂

O filme é todo dinâmico, fácil, os efeitos são ótimos e ainda é engraçado e tem ótima atuação da Megan Fox e do Shia LaBeouf e cia. O filme também tem uma ótima trilha sonora, Linkin Park “What I’ve Done” está incluída na trilha sonora e é uma ótima música, pelo menos eu adoro!

Enfim, eu vi e aprovei o filme, estou ansiosa para poder ver a continuação, um pouco atrasada, mas enfim, pelo menos eu vi 😀

A MEGAN FOX ESTAVA COM CARA DE MUITO NOVA NO FILME :O

BeiJonas!

%d bloggers like this: