Tag Archives: amor

[Projeto um conto por amor] Última carta para Secret – Caminho da Luz

7 Nov

Olá Querido, como estão? Como foi o final de semana de vocês!? Hoje teremos mais um conto do Projeto Um conto por amor! 🙂 Quem quiser ter seu conto publicado aqui basta enviar um email com nome, e endereço do blog, com o seu conto para sonhosentrepontinhos@hotmail.com.

O conto de hoje é da ‘Caminho da Luz’, dona do blog Capte-me uma mensagem á toa.

Lembrando que os contos irão ao ar, toda segunda-feira.

Quando eu era mais jovem, conheci um garoto no lago, com boné de ovo frito.

E ele me perguntou:

– Posso mergulhar no seu universo?

E eu respondi : – O espaço que eu tenho aqui está guardado para uma pessoa específica.

E ele insistiu, seus sonhos, são nossos, sonho meu.

E assim ele, pulou do seu barco azul, direto para o meu.

Trocamos alguns emails de amor.

Um deles dizia assim:

– Você sempre pinta os quadros com a coragem dos que navegam, sem saber o que vão encontrar.

O medo não acha lugar na tinta, pois aí tudo é permitido.

E navegando na tinta das letras e imagens, muitas vezes distorcidas, descobrimos um novo mundo…

No início eu tentei balançar meu corpo, para ver se desviava meu coração.

Mas meu coração cheio de ternura, sem óculos de proteção.Acreditou plenamente, que tinhamos sonhos só nossos.Apresentei meus segredos, e meus melhores quadros, se tornou meu our little secret, sem saber aonde mora essa frase “our little secret” aqui nesse blog.E eu pensei que tinha beijado o homem da minha vida, o homem que me daria um dia uma familia, só nossa.

E um certo dia ele dormiu, e acordou com um enorme medo, de enfrentar os obstáculos, medo de amar. E eu que estava com toda alegria e força, para enfrentar tudo, e cuidar dele pelo resto da vida.

Assim o perdi, e descobri que as vezes quando você perde, você ganha.

Foi o maior presente que eu ganhei no ano, um amor verdadeiro, mesmo que ele tenha partido, era uma amor puro, e que me quer bem.

E aquilo que as pessoas acham impossível, é o que elas nunca viram.E o seu medo se tornou seu próprio cobertor, e o que ele também nunca viu, acreditou que nunca poderá existir.

Little secret, você sempre estará nos meus quadros de paisagens, aonde um dia, em outro momento, nasceremos novamente, talvez com vidas mais parecidas, menos opostas, nos encontraremos, e faremos novas escolhas.

Anúncios

RESENHA: A Cabana – William P. Young

4 Ago

 Edição: 1

 Editora: Sextante

 ISBN: 9788599296363

 Ano: 2008

 Páginas: 236

 Skoob: Livro

 Sinopse: A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, “A Cabana” invoca a pergunta: “Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?” As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.

Quem não duvidaria ao ouvir um homem afirmar que passou um fim de semana inteiro com Deus e, ainda mais, em uma cabana? Principalmente naquela Cabana.

O livro conta a história de Mack, que vive sobre a A Grande Tristeza, desde o desaparecimento da filha, Missy. Mack sente-se culpado pelo desaparecimento da filha e com consegue fazer nada para mudar esse sentimento, na verdade ele chega a se sentir confortável com toda essa dor, porque ele acredita que Deus, está o castigando por fatos de seu passado. Mack vai á igreja, mas tem um amplo relacionamento com Deus, enquanto que o relacionamento de Deus com sua esposa Nan, é sólido e profundo. Mack e Nan tem cinco filhos, John, Tyler, Josh, (Katherine Kate) e Melissa ou como eles carinhosamente a chamam, Missy.

Mack é extremamente inteligente, e seus assuntos prediletos, são Deus e a Criação e porque as pessoas acreditam em determinadas coisas.

Após receber um estranho bilhete, supostamente enviado por Papai. Papai era o modo carinhoso como Nan tratava Deus, mas Mack não se sentia tão confortável para chamá-lo de Papai. Mack decide voltar á Cabana, ao local de seus maiores pesadelos e medos. Para encarar sozinho, insanamente quem quer que estivesse brincando com a cara dele. Com a picape do amigo Wille, Mack dá um jeito de tirar Nan e as crianças de casa, sem contar a Nan seu planejado, Mack segue viagem. Para o começo de sua transformação.

Uffa! Caramba, Meu Deus do Céu! rs Que estória. Mackenzie Allen Phillips, fora muito maltratado pela vida, em um ato de loucura e revolta acaba fazendo uma grande besteira, em sua adolescência e ele acha que de alguma Deus está ocastigango pelo desaparecimento de sua filha o que ele não percebe é que ele acaba se privando de alguns prazeres e com isso toda sua família sofre junto.

Eu fiquei pensando sobre o que falar deste livro. Eu terminei de ler hoje e senti uma paz uma calma interior que não tem tamanho. Tudo o que esse homem passou. Eu realmente estou desejando fervorosamente que cada linha deste livro seja verdade!

Quero agradecer ao William P. Youg, por me mostrar a outra face da Trindade (Deus, Jesus e o Espírito Santo). Quero agradecer especialmente por me mostar o quanto somos mesquinhos e o quanto nossas regras e lei nos corrompe, o quanto a luta pelo poder é ridícula e sem fundamento. Nós humanos nunca nos satisfazemos com o amor de Deus. Sempre queremos mais, sempre duvidamos. E quando acontece alguma coisa, a culpa é sempre de DEUS, nunca nossa.

O livro nos mostra que a Trindade, é um relacionamento e não uma hierarquia, onde Deus é severo e superior. Deus é amoroso, gentíl e quando Jesus morreu naquela cruz, ele estava lá, sendo crucificado, e sofrendo juntamente com ele. Deus nunca nos abandona, ele nos ama tanto que nos dá o poder da liberdade e quando finalmente conseguimos nossa tão sonhada “independência” o julgamos perguntando porque nos abandonastes! Deus não se divide entre seus filhos ele se doa por inteiro a cada um de nós. Mas quando estabelecemos prioridades, mesmo que Deus esteja em primeiro lugar, ao decorrer do dia, aconteceram outras coisas de seu interesse e talvez isso mude. Deus não quer o primeiro lugar. Deus quer ser o centro. O centro do seu mundo!

Eu chorei praticamente o livro inteiro, em algumas partes mais e outras menos, mas quase chorei escrevendo esta resenha. Uma pessoa disse pra mim que não gostou do livro, eu fiquei decepcionada agora que li. Pois eu acho que a pessoa que leu e não gostou, não entendeu a verdadeira essência do livro. Não sentiu a presença de Deus em cada parágrafo.

Aprendi muito com o livro e espero que ele seja um bom aprendizado a vocês.

– Perdoar não significa esquecer, Mack. Significa soltar a garganta da outra pessoa.

– Mas eu achava que você esquecia os nossos pecados.

– Mack, eu sou Deus. Não esqueço nada. Sei de tudo. Para mim, esquecer é optar por me limitar. Filho – a voz de Papai ficou baixa e Mack olhou-o diretamente nos olhos profundos e castanhos -, por causa de Jesus, não há agora nenhuma lei exigindo que eu traga seus pecados á mente. Eles se foram e não interferem no nosso relacionemto.

Espero que esse livro transmita a vocês a vida que ele me transmitiu. Tudo o que eu queria escrever ou falar sobre o livro não caberia aqui. Conheçam Deus, como o verbo, que ele é. E aprendam que o amor é a resposta pra tudo!

Beijos, Mila ♥

Cheirinho de inverno!

21 Jun

Hum alguém, pode sentir esse cheirinho? É, eu sei que não! rs Ou pelo menos os cariocas não com esse tempo doido, onde Outono tem cara de Inverno e Inverno com cara de Outono, não dá nem para saborearmos a essência da estação… Mas não podemos negar o fato de que mudamos de estação… Então que tal revermos algumas coisas que tem cheirinho de inverno? =)

 

O Inverno nos lembra o que?   Acertou quem falou chuva… Tem coisa mais gostosa do que você sentir o cheirinho de terra molhada? Tá eu sei que, chuva é ruim porque nos prende em casa e tal… Mas tudo tem seu lado bom, quer ver?

 

Se estiver chovendo muito e você não conseguir sair de casa, sabe o que você pode fazer? 😀

Tomar aquele café delicioso, que só a sua avó faz…

Ou aquele irresitível chocolate quente que seu amor fez com tanto carinho para você se esquentar. E ainda pode comer uns bolinhos sem culpa, o Inverno é uma boa desculpa para engordar uns quilinhos, com todas as roupas de frio ninguém nem vai notar no seu pneuzinho cheio de culpa!

 Se eu ainda não te convenci, que tal dar aquela arrumada na sua estante de livros? Que eu aposto que está de cabeça para baixo, porque você lê um livro atrás do outro e ainda  não teve tempo de arrumar…

Eu posso jurar que além de deixar tudo arrumadinho, você ainda vai fazer sua mãe feliz e aposto que você também ficará, porque ela finalmente vai parar de gritar!

Ou então, que tal reservar um tempo e terminar de ler aquele lindo romance que você se apaixonou até pelo Vilão, só que a correria do dia não te deixar terminar? Está na hora de descobrir se a mocinha vai ficar com o Mocinho e o se o Vilão vai se dar mal no final! 😀

E se ainda assim, com todas essas opções o Inverno não te conquistou, a minha carta na manga é:

 

 Volte para cama e curta o friozinho  com seu amor… Leve o café da manhã para a cama e não saia de lá nem por um decreto!

 

 

 

Porque nesse frio, não há nada mais gostoso do que um bom abraço, e um cobertor quentinho…

 

 

 

Beijos Querido! Espero que ninguém morra de frio! 😀

Parabéns Yago! ♥

17 Jun

 

Hoje o blog está em festa gente! É um dia muito especial para mim, por ser aniversário do Meu Amigo, Yago! Desculpem, mas a resenha da Anna fica para a próxima :.s

Porque vocês sabem que a Amizade é uma coisa que não se compra, que se conquista! Hoje, Amigo, você completa mais um ano de VIDA e agradeço a DEUS por me deixar fazer parte dela.

Passamos tantos momentos juntos! *-* Ah amigo como eu sinto a sua falta, das brincadeiras, das risadas! Do modo como você me abraçava toda vez que ficávamos um tempo sem nos vermos, dos segredos, das brigas, dos erros e dos acertos… Um sempre apoiando o outro, independente do que acontecesse! Você costumava ser meu melhor amigo e quando você amadureceu, me entristeci, achando que um laço havia se rompido e jamais pudesse ser costurado novamente, mas hoje, eu também cresci! E a nossa amizade amadureceu junto conosco, hoje somos diferentes, mas nosso amor é inabalável!

Lembra, quando fomos ao louvorzão, só eu e você? Foi tão legal aquele dia, e todas as vezes que eu cantava na igreja, eu só estava segura porque cantava com você!  Acho que nossas vozes juntas funcionam bem! 😀 E ás vezes que fomos á Caravana do Faustão cara… Essa foto aí de cima, é de lá ;D E todo mundo olhando, porque estávamos sentados no chão… Mas as nossas fotos sempre eram as melhores! *-* Lembra que eu achei um ticket extra do Bob’s e fiquei com vergonha de pegar e você pegou para mim e dividimos o lanche, brigando é claro. rs a fome era maior! rs Quando fomos á São Paulo juntos, aaaah foi tão lindo! *_*

Tanta coisa mudou… Eu sempre fui sua parceira fiel e sempre estarei aqui para te apoiar, e nenhum(a) namorado(a) ou qualquer outra pessoa, poderá apagar tudo o que vivemos. E toda vez que eu percebo que você faz questão de mim, me encho de orgulho, por poder dizer que sou SUA AMIGA!

Que Deus te Ilumine e te encha de Felicidade… Que seus desejos sejam realizados da forma que você deseja e que DEUS lhe dê sabedoria para sempre andar no caminho certo e se você cair, por ter escolhido o caminho errado, estarei sempre aqui, não para passar a mão na sua cabeça, mas para te ajudar a levantar e retormar o lugar certo!

Obrigado por ser meu amigo e sempre está perto quando preciso e sempre saber o que falar na hora certa, desculpe-me pelas brigas, mas sem elas, jamais aprenderíamos a respeitar os defeitos um do outro!

Eu te amo!

Camila!

Parabéns!

Cartas para Ele: Amor e Saudade!

18 Maio

Oi Galera! =) Essa tag andou um pouco sumida por aqui não é? 😀 Mas não pensem mal de mim, este texto estava perdido entre minhas pequenas bagunças do word e eu o escrevi a um tempo, na minha época de sofrimento! Uffa ainda bem que passei desta fase!! Mas então resolvi postá-lo apesar dele ser ruim! 😀 (na esperança de que gostem)

Amor (ô) – (latim amor, -oris)

1. Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atração!; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa (ex.: amor filial, amor materno). = AFETO! ≠ ÓDIO, REPULSA 2. Sentimento intenso de atração! Entre duas pessoas. = PAIXÃO.   3. Ligação afetiva! Com outrem, incluindo geralmente também uma ligação de cariz sexual (ex.: ela tem um novo amor; anda de amores com o colega). (Também usado no plural.) = CASO, NAMORO, RELACIONAMENTO, ROMANCE. 4. Ser que é amado. 5. Disposição dos afetos! Para querer ou fazer o bem a algo ou alguém (ex.: amor à humanidade, amor aos animais). ≠ DESPREZO, INDIFERENÇA. 6. Entusiasmo ou grande interesse por algo (ex.: amor à natureza). = PAIXÃO ≠ AVERSÃO, DESINTERESSE, FOBIA, HORROR, ÓDIO, REPULSA 7. Coisa que é objeto! Desse entusiasmo ou interesse (ex.: os livros eletrônicos! são o meu amor mais recente). = PAIXÃO.  8. Qualidade do que é suave ou delicado (ex.: faz isso com mais amor). = BRANDURA, DELICADEZA, SUAVIDADE. 9. Pessoa considerada simpática, agradável ou a quem se quer agradar (ex.: ela é um amor; vem cá, amor). = QUERIDO. 10. Coisa cuja aparência é considerada positiva ou agradável (ex.: o quarto dos miúdos está um amor). 11. Ligação intensa de caráter! Filosófico, religioso ou transcendente (ex.: amor de Deus). ≠ DESRESPEITO. 12. Grande dedicação ou cuidado (ex.: amor ao trabalho). = ZELO ≠ DESCUIDO, NEGLIGÊNCIA

Amor tu que sempre foi tão perverso comigo, me apronta mais uma!

Eu que pensei que havia me livrado de ti, me libertado… Me enganei.

Meu coração bate desenfreadamente toda vez que você cruza o meu caminho, meu coração cansou, cansou de viver sozinho, me deixe em paz e não me siga mais, talvez assim não doa tanto cada sorriso que eu der, cada lágrima derramada!

Amor, você que sempre foi tão cruel comigo, ontem dilacerou meu coração com uma onda de saudade maliciosa e perversa, se soubesse o quanto dói à saudade! Não me faria sofrer por ela.

Mas eu que não tenho um pingo de vergonha na cara, sempre te aceito de novo, toda vez que você resolve voltar, pedindo desculpas e dizendo que não irá acontecer de novo! Nunca mais!

Mas sempre torna a acontecer, sempre… Sempre… E sempre…

Sucessivamente… Sem se cansar.

Saudade me deixe em paz pelo menos por um segundo, eu estou tentando viver, estou tentando ser normal, se for para me matar, acabe logo com isso, ou pelo menos me deixe sentir a brisa da manhã, sem dor, sem peso, sem remorso…

Sem esperança…

Para de querer magoar o meu coração atormentado pela dor de te sentir, pare de achar que eu preciso de você! Será que eu realmente preciso sentir toda esta dor? Porque você é tão maligna e traiçoeira… Envergonha-me na frente dos meus amigos, me humilha na frente do Meu Amor!

Ontem eu chorei… Chorei de saudade, por tudo o que aconteceu… Hoje ainda estou chorando, chorando porque descobri que não és mais meu!

Amor eu preciso sentir que ainda me quer e que não tem pena de mim, só você não sente pena de mim, você sente amor, você sente saudade, seu orgulho idiota te corrói pela metade…

Enquanto a mim, que já estou enfraquecida pela dor da distância choro esperando que o amor retorne e traga de volta a esperança!

Saudade (a-u ou au) – (latim solitas, -atis, solidão)

1. Lembrança grata de pessoa ausente ou de alguma coisa de que alguém se vê privado.

2. Pesar, mágoa que essa privação causa.

Amores Clássicos, ♥

9 Abr

Quem aqui nunca quis sentir aquele calafrio, ou as benditas borboletas no estômago quando vê o seu amor de longe?

É incrível, como o amor se modifica e se renova a cada dia. Eu acho bem curiosa essa imagem por que ela retrata perfeitamente a evolução do  amor durante o passar do tempo.

Será mesmo que o amor hoje em dia é tão banalizado assim?

Me fascino pelos clássicos que mostram um amor tão puro, tão vigoroso, tão verdadeiro… Uma amiga, teve a ideia do post, sobre o amor… Nos Clássicos.

Como Romeu e Julieta, quem é que nunca ouviu falar dessa história que atire a primeira pedra!

Romeu e Julieta, apesar de muitos da nova geração acharem ultrapassado, é uma história excepcional, onde apesar de toda a tragédia no decorrer da história, o amor permanece vivo, firme e impenetrável. Mesmo com o impecílho das famílias rivais, eles se amaram verdadeiramente, se entregaram, sem medo do futuro, dos pais, do que as pessoas iam dizer. E morreram pelo o que acreditavam, por todo o amor que sentiam.

Parece que há um funil na história do amor e que cada vez mais ele vai se dissipando, antes era romântico o cara abrir a porta do carro, pagar a conta sozinho… Hoje é cada um por si, com pressa, sem amor, vivendo lado a lado com a infelicidade. Me entendam bem, não estou dizendo que a evolução seja algo ruim, porque se não fosse por ela, as mulheres não seriam nem um terço do que são hoje. Mas cade toda aquela essência do amor, o ato da bondade, da caridade, da lealdade? Cade os sonhos compartilhados?

A última história de amor que vi de amor trágico, foi do filme Era uma Vez, o filme é brasileiro e se passa nas condições do Rio de Janeiro, que todos sabem qual é… Apesar de todo o teor banal da história – aquele lance da favela, dos palavrões, coisas típicas de filmes brasileiros – a história me comove, pelo desenrolar de tudo, mesmo que seja uma história moderna e que o filme tenha sido mal produzido, a mensagem de amor que eles passam, é uma mensagem que á muito tempo não se via, a cumplicidade do casal, a forma como eles acreditam no amor deles e a cena final, em um ato de heroísmo, morrendo por amor, com o seu amor.. Eu na verdade conheço poucas histórias de amores perfeitos e trágicos. Eu iria falar dos contos de fadas, mas todos eles dão sinais de final feliz! Com as experiências aprendemos que nem sempre o amor tem um Final Feliz, não estou dizendo que sou a favor dos finais tristes. Mas o que eu quero dizer é que sinto falta, do verdadeiro amor. Hoje é tudo tão artificial, superficial que é difícil saber discernir se é verdade ou não!

Outra história de amor trágico é a lenda de Tristao e Isolda. Confesso que fazem dois dias que conheço a história, então se tiver algo errado, por favor me corrijam!

Eu estava lendo uma opinião sobre a história acho interessante quando vejo frases como essa:

Tristão e Isolda se amaram até a morte.

Olha como uma frase simples tem um poder avassalador e acredito que ainda sim é pouco, eles se amaram até além da morte.

  Ao chegar, Isolda fica sabendo do ocorrido e vai até ele, deita-se junto a ele, beija-o na boca e no rosto, abraça-o forte e morre. Quando o rei Marc sabe da morte dos dois, vai até a Bretanha buscar seus corpos. Sepulta-os separados por uma capela. Mas durante a noite, da tumba de Tristão brota um espinheiro verde, com flores perfumadas e elevou-se por cima da capela até o túmulo de Isolda, três vezes o cortaram, três vezes ele voltou. E, sendo assim, resolveram deixá-los em paz.

Para mim, esse amor é único, é sincero e mesmo criticado, como piegas, aquele mesmo bordão de sempre:

Te amo por toda a eternidade… É um amor desse que quero para mim!

Beijos e espero que tenham gostado do post, e vocês o que acham sobre o amor? Como vocês veem o amor hoje em dia?

Dica de post: @Yasmin_MO

Parabéns MEU xuxu! ♥

7 Abr

Sabe aquela pessoa que te conquista fácil? É com ele foi assim…

E já ouviu também a história de os opostos se atraem? =)

Ele gosta de comidas chiques, eu adoro uma quentinha, ele ama roupas de marcas, eu pensava que GAP era o casaco oficial de um colégio. HAHA – vergonha – Ele gosta de Luan Santana e eu adoro uma dança de salão, ele fala baixo e eu grito… E mesmo com todas essas diferenças nos completamos!

Eu juro que ainda não entendi porque ele gosta tanto de mim, eu sou chata, e irritante, ontem mesmo o pertubei até ele implorar para eu parar – mentira Atchimmm – rs Em maio fará quase um ano que nos conhecemos. E mesmo tendo apenas uma coisa em comum, que é o amor pela leitura, ele sempre diz que os livros que eu leio são estranhos… =D

E mesmo ele sempre me trocando pela MÃE do THEODORO! Eu o amo de qualquer jeito… O amo tanto que dei um presente todo especial e personalizado! Olhem que lindo! =)

Amigo desculpa, mas não tive dinheiro para comprar o papel de presente, eu ia embrulhar no jornal, mas também não tive dinheiro! :s Então achei uma revista velha aqui. =D

Mas o que vale é a inteção neh, eu sei que você entenderá!

Te amo viu meu xuxu ;*

Bem que tentamos! 😉

 Te Amo Minha Diliça Phina 😉

Cartas para Você! –

27 Fev
Domingo de música! Boa noite galerinha! =D Uma pessoa me disse que essa música diz tudo o que ele sente por mim! Queria compartilhar com vocês, pois além da música ser linda! Diz tudo o que eu sinto por ele também!

Cartas para Você!

Nx Zero!

Um, dois, Um, dois…

Eu tento te esquecer
Mas tudo que eu escrevo
É sobre você

Eu não posso me enganar
Fingir que estou bem
Porque não estou

Preciso de você
(Uh uh uh)
Preciso de você
Essa noite

E hoje estou aqui
Só pra te cobrar
O que você disse
Que iria ser pra sempre
Mas não foi assim
Agora o que me resta
Escrever nessa Carta
Pra lembrar

Eu passo tanto tempo
Só te procurando
Em um outro alguém
Mas não posso me enganar
Sinto sua falta
E ninguém pode ver

Preciso de você
(Uh uh uh)
Preciso de você
Essa noite

E hoje estou aqui
Só pra te cobrar
O que você disse
Que iria ser pra sempre
Mas não foi assim
Agora o que me resta
(Uh uh uh)
Escrever nessa Carta
(Uh uh uh)
Preciso de você
(Uh uh uh)

Sua presença!

15 Fev

Dentre todas as coisas que já esqueci, uma, insisti em me perturbar!

Algo que eu nunca quis sentir, retorna para me assombrar.

E esta coisa é você, sua presença que em meu quarto habita, seu cheiro que não sai dos meus lençóis.

Sua alma tão pura e tão perversa.

Sua voz, tão firme e sedutora que ao mau caminho me conduz.

Não quero viver a vida arrependida, sofrendo por não te esquecer, você que me encaminhou ao abismo e ainda assim quero você!

Porque este amor me faz tão mal?

Se é tudo o que eu sempre quis!

Como posso morrer de amores, por quem não me deixa ser feliz!?

 

Camilla Leitte, 21/12/2010

Especial Séries: Amor em 4 Atos Part II!

13 Jan

“Meu único defeito foi não saber te amar!”

O segundo capítulo da série inspirada em músicas de Chico Buarque conta a história de Lauro (Dalton Vigh) e Maria (Carolina Ferraz), um casal de classe média alta de São Paulo que vive um relacionamento cercado de ciúme e desconfiança.

Cenas de Amor em 4 Atos - "Meu único defeito foi não saber te amar"

Então gente, como eu gostei muuuuito do primeiro episódio, esperei maais do segundo, mas enfim… A história também é muito boa, eu me senti vendo uma boa novela, só que sem todos aqueles dramas e  os vilões bem bolados, só um bom resumo de uma looonga e chata novela!

Cena de Amor em 4 Atos: episódio - Meu único defeito foi não saber te amar!

 

A história é boa e melancólica e nos faz perceber quanta diferença faz pequenos em um relacionamento, ainda mais quando o mesmo está fragilizado… Eu adorei o episódio pois nos fez perceber que quando para nós está tudo bem, achamos que para o resto do mundo também está e não percebemos coisas simples a nossa volta, se elas forem afetar nosso ego e nossa felicidade!

O episódio como foi melancólico não foi tão dinâmico como o primeiro, mas traz uma mensagem de amor muito linda, vale a pena assistir!

Este episódio foi inspirado na música “Mil Perdões” do Chico Buarque que é uma das canções mais lindas e tristes que já ouvi!

Beijos, Amores!

%d bloggers like this: