Tag Archives: conto de fadas

A Garota da Capa Vermelha – O Filme

29 Abr

Enquanto muitos estão empolgadíssimos com o tal do #casamentoreal estou indignada por ter gastado tempo e dinheiro vendo esse filme. Ontem fui ao cinema com meus queridos amigos, (Hanna Ferreira, Ana Paula Fernandes e Rafael Ramiro) só valeu por isso também…

Acredito que o fato deu começar a ler o livro antes do filme, afetou meu julgamento, mas mesmo se eu não tivesse o feito eu acharia uma dorga da mesma maneira.

O filme começa com Valerie (Amanda Seyfried) criança, vendo o sacrifício de um animal, eu juro gente que senti falta da flora! (quem leu o livro sabe) rs Por isso eu devia ter visto o filme primeiro.

Dez anos se passa e Valerie recebe uma proposta bem tentadora, após saber que está noiva do lindo do ferrero! Gente, com todo o respeito até eu morri por ele, muito melhor do que Peter! (Shiloh Fernandez) Ooops! No meio do caminho seus planos são interrompidos após ouvir as quatro badaladas do sino, que significava que o Lobo havia quebrado o pacto, mas Valerie não esperava que a vítima fosse alguém que ela amava e idolatrava demais, Lucie (Alexandria Maillot) (não é Spoiler, rs está na sinopse do livro – essa foi para quem quis me bater rs)

Após o ataque os homens da aldeia revoltados e embriagados, pela quebra do pacto resolvem ir atrás do Lobo então a Guerra está oficialmente declarada.

Com a chegada de Father Solomon, (Gary Oldman) tudo fica muito pior, pois ele revela algo inesperado, o lobo caminha entre eles… Isso mesmo, durante o dia o lobo anda pelas ruas em forma de gente, pode ser qualquer um, seu filho, seu vizinho, sua esposa… Todos são suspeitos.

Estaria Peter, sua paixão de infância, envolvido nesses ataques? Ou seria Henry, (Max Irons) seu noivo, o Lobisomen? O u, talvez alguém mais próximo de Valerie… Extremamente próximo…

Henry & Valerie
Peter & Valerie

Considerações Finais!

Valerie é a vítima, que não é tão vítima assim, ela é má e sabe disso! Ela sabe, ela sente que algo muito ruim, muito perverso habita dentro dela, ela só tenta fazer as coisas certas… Quando o lobo ataca o vilarejo na Lua de Sangue, ele vai atrás de Valerie, ele a quer, portanto qualquer um que seja próximo a ela  é suspeito… E  qualquer um mesmo, tem uma parte no filme que até a sombra é suspeita, sei lá. E depois o filme fica óbvio demais e você acha que já advinhou quem é o assassino e no final, aquela obviedade toda desaparece e o lobo é quem menos esperamos, alguém completamente “insignificante” aos olhos do espectador. rs
 

Minhas Considerações

 
Ao me ver, a Catherine HardWicke, deveria parar de produzir filmes, sei lá ela devia ir pintar um quadro, contar histórias para criancinhas (sem modificá-las é óbvio) ou ir trabalhar até de faxineira, porque essa carreira não é para ela não minha gente, me desculpem, me perdoem, mas poxa vida ela não ajuda, cada vez mais desce no meu conceito, primeiro ela estragou Crepúsculo e agora estragou este filme, a história era genial, teria tudo para ter sido uma mega produção, mas não foi o que aconteceu, não vou comentar do livro porque depois, quando eu terminar de lê-lo  farei uma resenha especial, mas o filme me decepcionou e muito eu que esperei tanto do filme, fiquei com cara de tacho, só não dormi no cinema porque estava frio demais e uma indivídua estava com meu casaco rs
 
Mas enfim gente , façam como eu e tirem suas prórpias conclusões, quando eu vi pessoas falando mal do livro eu decidi que eu teria a minha própria conclusão sobre o tal, a mesma coisa o filme, eu juro que eu tinha esperança que teria uma opinião diferente das outras pessoas, mas pelo visto não!
Não desanimem =) Eu não desisti de Catherine, talvez um dia ela consiga!
 
 
 
 
 
Um grande Beijo a todos e perdoem-me pela minha sinceridade!!
 
P.s: Olhem a assinatura linda de viver que a Van Bosso fez para mim, adorei! *-* Obrigada querida! ;D
 
Anúncios

Conto de fadas inventado!

26 Out



Amor, você que eu tanto amei, que tanto confiei…

Perdoe-me por não ser exatamente o que você quer, mas é que eu não sei o que você quer!

Eu que me odeio tanto, por não conseguir vê-lo partir… Por ser tão frágil, por ficar tão vulnerável quando você não está aqui!

Eu que sou a causadora de tanto sofrimento. Me perdoe meu amor, me perdoe por te magoar, mas eu que sou tão infantil não entendo porque é tão complexo amar.

Querido, seja feliz e liberte-se de todo esse teu orgulho besta!

Apenas finja que me ama e viveremos felizes para sempre nesse nosso terrível conto de fadas inventado!

%d bloggers like this: