Tag Archives: filme

Happy Halloween*

31 Out

Olá galerinhas, enfim é Halloween! 🙂

E sinto muito galera, mas graças á minha internet – Modem 3G da VIVO – e a minha preguiça os post’s de sexta, sábado e domingo não saíram, então esse post ficará um tanto quanto grande!

Eis que ficou muuuuito dificíl escolher as três melhores músicas, os três melhores filmes e seriados para falar sobre, neste Halloween, mas eu tentarei! 🙂

Comecemos com a música, para agitar essa manhã chuvosa de Segunda-Feira!

As músicas que eu achei que não poderia faltar nesse especial é a:

This is Halloween – Marilyn Manson

Feed My Frankestein – Alice Cooper

Halloween – Misfits

Os Seriados que mais tem haver com esta data, na minha humilde opinião são:

Supernatural

Os irmãos Winchester estão de volta, com a sétima temporada. E seu próprio nome (Supernatural/Sobrenatural) já é bem sugestivo. Sobrenatural é meu seriado favorito, por “N” fatores, vocês sabem como papo de fã incondicional é chato então eu os pouparei deste tormento! 🙂

Em 26 de Abril de 2011, a CW anunciou as cinco séries que serão renovadas para mais um ano em 2012, que incluia a sétima temporada de Supernatural. Agora, na sétima temporada, os Winchesters vão encontrar-se em um cenário cada vez mais sinistro, alterando-se contra um novo inimigo diferente de tudo que eles já lutaram. Eles vão descobrir que os seus velhos truques, armas e esconderijos são inúteis diante destes novos inimigos. Tudo com o que eles podem contar é um ao outro. E a certeza de que, como o último cowboy fora da lei, o que quer que eles enfrentam, não serão vencidos facilmente (não sem lutar bastante primeiro). Teve inicio dia 23 de setembro de 2011, às 21 horas nos EUA. No Brasil chegará provavelmente ano que vem. O primeiro episódio o nome é; “Meet the New Boss” (Conheça o Novo Chefe). Há notícias de que Castiel (Misha Collins), não terá participação regular nessa temporada, que será mais focada no relacionamento dos irmãos diante do que estiver por vir, eles enfrentarão coisas novas, outros tipos de monstros e sairá da “rotina da sexta temporada” de demônios/anjos. Os fãs estão anciosos, como sempre, pois a cada episódio eles deixam um gostinho de quero mais.

 A Segunda série que acho que tem tudo haver com a Data é:

The Walking Dead

Em 31 de outubro de 2010, estreou nos Estados Unidos, a série de televisão baseada nos quadrinhos. Em seu primeiro episódio a série registrou recorde de audiência, sendo vista por cerca de 5,3 milhões de espectadores nos Estados Unidos.

The Walking Dead é centrada em Rick Grimes, um oficial de polícia da pequena cidade de Cynthiana, no estado do Kentucky. Também acompanha a trajetória de sua família e uma série de outros sobreviventes que se uniram para manterem-se vivos depois que o mundo foi infestado por zumbis. Com o progresso da série, as personagens tornam-se mais desenvolvidas e suas personalidades são demonstradas sob a tensão de um apocalipse zumbi, especialmente a de Rick.

 Não quis me arriscar a colocar outras séries, para não fugir muito da temática, ou para o post não ficar, maior do que deveria.

Mas podemos citar outras como:

The Vampire Diaries, True Blood, The Secret Circle que é nova na área, mas que tem Bruxas, como temática. Entre Outras! O Damon que me perdoe, mas ele é lindo demais para entrar na sessão dos macabros! =)

Mudando o rumo do assunto, mas não muito, que tal juntar a galera, comprar muita pipoca e assistir á um bom filme? Se você for parar para procurar, todos os blogs ou sites sobre a sétima arte, estão falando sobre os poderosos clássicos como O Exorcista, O Iluminado, Psicose entre outros. Mas hoje eu falarei de filmes diferentes, talvez até alguns clássicos. Separei alguns filmes e espero que gostem! Esta é uma lista pessoal e que me deixou sem dormir por vários dias. (quando criança é claro. cof cof… rs)

 Nunca senti tanto medo de um filme quanto eu sentia de Premonição. Um dos primeiros filmes de terror que me lembro ter assistido, assombrou minha querida infância por muito tempo. Na minha opinião Premonição – o primeiro é claro – é um dos filmes mais brilhantes que já vi. Com mortes que aparetemente são simples, mas que envolvem uma série de fatos macabros. “A morte tem um plano e não tem como escapar dele.”

A premonição de Alex

O avião decola, com um pequeno tremor, Alex começa a ficar assustado. Um outro tremor ocorre e uma parede explode, e 3 crianças são atiradas para fora. Tod morre atingido na cabeça com uma mala. Terry é eletrocutada e carbonizada. Então, quando o a parede explode novamente, a sra. Lewton morre carbonizada. Depois Carter e Billy são eletrocutados. O avião explode, matando alex,clear e os outros passageiros

Premonição foi produzido em 1999 e lançado em 2000 foi dirigido por James Wong. Arrecadou mais de US$ 112.000.000.

Alguém se lembra desse pequeno camarada? =) Quem é que nunca viu um filme do Chuck e quase morreu de vontade de jogar todos os seus bonecos fora, não sabe o que é morrer de pavor de ser atacado enquanto dorme.

Chucky, o Boneco Assassino é um filme estadunidense de terror de 1988 dirigido por Tom Holland. O filme foi lançado, nos Estados Unidos, em 9 de novembro de 1988. Ele foi recebido com sucesso moderado e desde então se trasnformou em clássico cult entre os fãs de filme de terror. Foi o único filme da série a ser lançado pela MGM. O filme trata da história de um boneco que ganha vida e se torna um assassino, seu nome é Charles Lee Ray, ou simplesmente Chucky, deriva dos nomes dos notórios assassinos Charles Manson, Lee Harvey Oswald e James Earl Ray.

Existem alguns filmes do Chuck perdidos por aí, mas todos são de assustar. Eu tive medo até A Noiva do Chuck, aquela linda bonequinha dos olhos verdes era realmente medonha, mas quando eles tiveram um filho, o filme passou a ser comédia pastelão e infelizmente virou apenas mais um entretenimento!

Vamos jogar um jogo?

Jogos mortais vai muito além de um filme de terror e suspense, ele envolve temas como: Brincar de Deus, princípios, o que é certo ou errado, entre outros. O criador de jogos mortais é de uma inteligência incrível, o primeiro filme da franquia, assim como Premonição foi excepcional, adoro filmes que tem o poder de mexer com o nosso subconsciente, o poder que Jogos Mortais tem de influênciar seus pensamentos e julgamentos, é realmente de assustar. 

Jogos Mortais foi lançado em 2004, e foi o primeiro longa-metragem da série de terror e suspense escrito por James Van e Leigh Whannell e dirigido por James Van. Lançado em 29 de outubro de 2004, o filme teve um orçamento muito reduzido e foi filmado em apenas 18 dias. Teve a sua primeira apresentação em Janeiro de 2004 no Festival Sundance de Cinema. Apesar do baixo orçamento, o filme teve um sucesso bem maior que o Exorcista .

Um filme que talvez não seja um grande filme, mas que não erra no quesito medo e tensão, é o 1408.

1408 é um filme de 2007 realizado por Mikael Håfström com interpretações de John Cusack e Samuel L. Jackson, é história baseado em livro homônimo de Stephen King. No filme, o personagem de John escreve sobre histórias de terror e quando descobre sobre o quarto do hotel Dolphin, onde mais de 50 pessoas foram encontradas mortas. Ele hospeda-se neste quarto ignorando os avisos do personagem de Samuel.

Á partir daí, ele embarca em uma louca viagem, da qual ele não sabe se sobreviverá. Este é um filme muito inteligente e que nos faz perceber que muitas coisas podem ser evitadas pelo simples fato de pararmos e ouvirmos o que outras pessoas no disse.

Como o ditado popular diz: “A curiosidade matou o gato”

Eu fiquei com muita dúvida de falar sobreo O caso 39 ou A Órfã. São filmes com estórias parecidas, mas como o post já está gigante, fica para a próxima. Nosso último filme é muito amor para mim. rs

Uma das melhores animações que eu já vi, foi o filme A Noiva Cadáver. Tenho uma enorme simpatia por este filme, chega ser inexplicável o amor que sinto por ele, mas também com a produção de Michael Johnson e Tim Burton e a voz do Johnny Delícia Depp, é impossível não gostar.

Passado num vilarejo europeu no século 19, este filme de animação com bonecos de massinha de modelar conta a história de Victor (Johnny Depp), um jovem que é arrastado para o outro mundo ao se casar sem querer com a misteriosa Noiva Cadáver (Helena Bonham-Carter), enquanto sua verdadeira noiva, Victoria (Emily Watson), o aguarda desolada na Terra dos Vivos. Embora a vida na Terra dos Mortos se mostre mais animada do que o meio vitoriano em que cresceu, Victor descobre que não há nada neste mundo, ou no outro, que possa afastá-lo de sua amada. É uma história de otimismo, romance e de uma alegre vida após a morte, contada no clássico estilo de Tim Burton.

A estória vai muito além de um conto de fadas com um final bonitinho. A Noiva Cadáver falar sobre o amor, da forma mais sublime, nos ensina princípios morais e éticos e que a morte com liberdade, talvez não seja tão ruim assim.

O que vocês querem mais? rs Agora diz que não é muito amor?! =)

Aione, desculpe-me flor e muito obrigado por sua indicação 🙂 No futurosuas indicações estarão por aqui!

E Lis Volpe, muuuuitíssimo Obrigado!

Desculpem-me este post corrido e perdoem-me se ficou mal feito. Foi de coração. E que ano que vem, eu tenha uma internet melhor \o/

Espero que tenham gostado dos Especiais, e comentem bastante! Essa semana ainda eu libero o resultado do sorteio!

P.s: se tiverem algum problema com os vídeos, por favor avisem-me!

Beijos,

 

Resenha: Jogo de Poder – Valerie Plame Wilson – Editora Seoman

18 Set

 Edição: 1
 Editora: Seoman
 ISBN: 9788598903262
 Ano: 2011
 Páginas: 432
 Tradutor: Celina Cavalcante Falck-Cook

Skoob: Livro

Onde Comprar: Livraria Cultura.

Sinopse: Em Jogo de Poder, Valerie Plame Wilson, ex-agente da CIA, tem sua vida e carreira devastadas por acusações falsas criadas pela Casa Branca e o governo Bush por falar abertamente a verdade do poder constituído. A autora assistiu de camarote tanto à politização do serviço secreto pré-guerra quanto aos esforços da Casa Branca para evitar as críticas pós-invasão. Ela foi sacrificada, tal como um Bode Espiatório, o canário que era colocado nas minas de carvão para servir de alerta contra vazamentos de gás. Seu livro representa um testemunho muito sério sobre o clima insalubre da política atual nos Estados Unidos.

Jogo de Poder é um livro muito difícil de falar sobre. Porque não é uma personagem, não é uma história fictícia. São pessoas reais, tratando de assuntos reais, fatos que realmente aconteceram. Valerie Plame, era uma verdadeira Patriota que serviu ao seu País, com amor e devoção e sacrificou não somente sua vida, mas como a vida de sua família para servir ao País e tudo o que recebeu em troca, fora uma grande traição.

Jogo de Poder, conta a estória de Valerie e como ela iniciou carreira como agente secreta, desde o treinamento na Fazenda até o momento da traição. Valerie mesmo após ter os gêmeos, continuou trabalhando na CIA, com uma carga horária menor, isso mesmo antes e depois do atentado terrorista de 11 de setembro. Tendo que ser Mãe, Mulher e Agente Secreta, Valerie cumpriu suas missões com louvor, até onde foi capaz.

Na época, os Estados Unidos estava procurando um motivo para começar uma Guerra contra 0 Iraque. Então começou-se as especulações de que o Iraque e países vizinhos estavam comprando urânio e que  tinham em seus domínios armas nucleares e que a qualquer momento poderiam iniciar a Guerra. Então um dos agentes que trabalhava com Valerie, recomendou que o marido de Valerie, Joe Wilson, ex-embaixador aposentado, fosse a Níger, para tentar descobrir toda a verdade. Se os iraquianos possuíam ou não o urânio. No laudo de Joe, ele afirmava que não haviam provas de que os iraquianos possuíam o material necessário para a construção de uma bomba nuclear, mas o presidente Bush, afirmou em um discurso que os Estados Unidos da América continham provas concretas de que eles possuíam sim, os materiais. Então os Estados Unidos declarou Guerra contra o Iraque, alegando que agiriam dessa forma, para que o Iraque não os atingisse primeiro.

Joe indignado com tamanha mentira, decidiu levar a público as informações que ele obteve na viagem até Níger. E então era apenas um homem, contra toda a América, o governo americano não ficou nada feliz com a exposição que Joe fez. Não contendo provas para incriminá-lo o Governo decidiu revelar a identidade de sua esposa Valerie, que era agente da CIA, na coluna de Robert Novak, em um jornal, em 2003.

Eu acabei de assistir ao filme e a prova que eu tive é que os produtores, roteiristas e até a própria Valerie não souberam como cativar o público, mas não devemos culpá-los, pois você transformar um livro de história em um ficção não é uma tarefa realmente fácil de se realizar. Para mim, o livro Jogo de Poder não passa de um livro de história, com um pouco mais de ação. O livro não é de todo o ruim, apesar das tarjas pretas, e de você ficar indubitavelmente perdido por causa delas. É uma história impactante com certeza e mostra como funciona as leis de um País, movido pelo dinheiro e pela busca do poder.

Jogo de Poder não é um livro fácil de se ler. A leitura, é pesada e cansativa, pelo fato de ser um livro bem detalhista, eu acredito que não poderia ser diferente, pois a vida de uma agente secreta realmente não deve ser fácil, deve ser bem complicado manter várias vidas paralelas á sua real. Porém eu acredito que eles poderiam ter feito melhor. Acho que eles poderiam ter feito uma adaptação, sei lá, só uma sugestão, mas poderiam ter colocado Valerie para narrar os fatos para uma autora de verdade. Pois ela pode ter sido agente secreta da CIA, mãe, mulher. Mas, ela definitivamente não era escritora.

Biografias definitivamente não são minha praia. Mas, se você quiser conhecer um pouco melhor a história dos Estados Unidos e a guerra com o Iraque, ou até mesmo entender como funciona a vida e como é a rotina de uma Agente Secreta da CIA o livro é recomendável. Mas é preferível que você tome muito café, relaxe e tenha paciência, porque esse livro lhe tomará muito tempo.

Elenco: Naomi Watts, Sean Penn, Ty Burrell, Bruce McGill, Brooke Smith, Michael Kelly, David Denman.

 Direção: Doug Liman

 Gênero: Ação/Suspense

 Duração: 106 min.

 Distribuidora: Paris Filmes

Destaque para o filme, que colocaram uma atriz muito boa e que na minha humilde opinião, além de parecer com a verdadeira Valerie, desempenhou um ótimo papel, ao representar, Naomi Watts. E para mim o ponto forte do filme, fora a atuação de Sean Penn (que estava perfeito) incorporou o personagem de uma maneira formidável.

Beijos.

Camila Leite.

Sonhos entre Pontinhos apresenta: Coração de Tinta.

15 Set

Você deve estar se perguntando, mas o que é isso! o.O Se ela vai falar de um filme porque não colocou o famoso: Sessão Pipoca: Coração de Tinta? ARRÁ! Porque hoje não vim falar do filme e sim de um blog que foi batizado em homenagem ao filme! ^.^ Gostaram? Gostaram? rs Eu sei.

Bom galera, então é isso. Como o nome do post já sugere, hoje eu vim apresentar o “meu” mais novo – recém-nascido – blog.

O Coração de Tinta foi criado com o intuito de informar e distrair vocês com todas as novidades do Cinema e dos Seriados de Tv. Chega de ficar procurando loucamente por Google a fora aquela música da trilha sonora do seu filme favorito. Chega de recorrer ao Wikipédia, para saber o nome daquele personagem insignificante, que participou de uma cena importante, daquela sua série predileta. Quer saber quais são os atores escolhidos para aquele filme? A última adaptação cinematográfica daquele  Os indicados ao Oscar!? =)

Nós, isso mesmo eu disse nós, mas já já, eu explico, do Coração de Tinta, estamos aqui para procurar tudo isso por você!

O Coração de Tinta é composto por uma Equipe de 3 componentes! HAHA

Eu, Ana Paula Fernandes e Erick Duarte – amigos inseparáveis, escudeiros fiéis 😀 rs Não, nem tanto. rs Mas enfim. Eu espero que vocês realmente gostem e precisamos muito da ajuda de vocês galera! 😀

O blog já está no twitter, não deixem de seguir e ficarem ligados nas novidades! @_CoracaodeTinta

http://coracaodetintaace.blogspot.com/

Beijos, Caah ♥

 

Sessão Pipoca: Par Perfeito!

14 Set

Filme: Par Perfeito (Killers) 

Elenco: Ashton Kutcher, Katherine Heigl, Tom Selleck, Catherine O’Hara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Luckett.

 Direção: Robert Luketic

Gênero: Ação

Duração: 90 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Sinopse: Jen (Katherine Heigl), conhece o homem perfeito. Seu nome é Spencer (Ashton Kutcher), ele é bonitão, educado e inteligente. Mas o que Jen não sabe, é que Spencer ganha a vida como matador de aluguel, contratado pelo governo. Eles vivem o casamento dos sonhos até que em uma bela manhã, o casal descobre que Spencer é o alvo de um golpe milionário. O que parecia ser um Par Perfeito transforma -se num jogo de vida ou morte, enquanto eles tentam lidar com sogros, sogras, casamento, manter as aparências e ainda sobreviver.

O que torna um casal perfeito? E será que realmente existe o conceito de perfeito um para o outro? Fugindo do título original, a tradução já deixa a desejar porque além de não combinar com o codinome Killers – nome original – (Assassinos), o filme não segue a linha de um casal perfeito.

Apesar de Ashton Kutcher e Khaterine Heigl, serem ótimos atores eu tive a estranha sensação de que ela era velha demais para ele. Não senti aquela ligação de personagens que se completam sabe, como em A filha do chefe, eu amo aquele filme e mesmo o personagem dele sendo inseguro e atrapalhado, acho que dá pra sentir que o casal tem uma sintonia.

O filme conta a estória de Spencer, um matador profissional que sonha em ter uma vida normal, construir família e conhecer pelo menos um de seus vizinhos e Jen, que após terminar com seu namorado porque ele era um canalha vai passar as férias com os pais em Nice, França.

Spencer e Jen conhecem-se ocasionalmente no hotel em que estão hospedados. De uma forma repentina os dois se apaixonam desesperadamente e então partem para o primeiro encontro. Após um jantar confuso e muita bebida Spencer leva Jen para o quarto dela. E de uma hora para outra decide contar sua verdadeira profissão. Só que adivinhem ela dormiu e não escutou nadinha.

Acho que o início do filme é forçado e serviu mais para mostrar a cidade do que o casal, em um filme que acontece tudo rápido demais você fica confusa se ele realmente é bom.

Após três anos de casados, Spencer descobre que sua cabeça estava a prêmio e eu acredito que aí sim começa o filme de verdade. Com muita ação, o filme segue monotonamente. Contraditório isso não? rs Acredito que um roteiro que tinha tudo para dar certo, perdeu-se na tentativa falida de transformar o filme em uma comédia romântica. Mas que falha terrível essa das grandes produções querer transformar qualquer filme em romance, existem produções que ficariam bem melhores somente com muita pancadiria e tiro, ou até um pouco de terror ou drama, me corrijam se eu estiver errada, mas um filme não precisa ser extremamente romântico para ser bom.

Um filme cujo um espião conta sua verdadeira identidade para uma mulher (ou qualquer outra pessoa) que acabou de conhecer, não me parece que o objetivo foi alcançado. Na verdade o que eu quero dizer é que Spencer não pareceu que havia treinado para ser um espião. Tudo bem, nós entendemos que ele podia estar desesperado para criar uma família, mas até os espiões mais mariquinhas sofrem um pouquinho antes de revelar tudo.

E você deve estar pensando. Que garota ridícula, revelando todo o filme! Acalmam-se, o verdadeiro ápice do filme só acontece pra lá de seus 50 minutos rodados 😀 rs Então fiquem tranquilos, esta resenha do filme não contém Spoilers. Ou quase não muitos! rs #Brincadeirinha.

Acho que o filme poderia ser um pouquinho mais longo e deveria ter explorado melhor a relação de Jen e Spencer. Acredito eu que ficaria bem melhor se tirassem aquele prelúdio terrível e mostrassem a forma como eles se conheceram em flashback’s, acho que seria bem mais digno. O filme não completamente ruim, é uma boa distração para um dia chuvoso como esse, acho que ele foi feito para pessoas que gostam de filmes que misturam ação e amor e não para críticos do cinema. Então, peguem a pipoca e o travesseiro, ou brigadeiro, chame a família e divirta-se, ou pelo menos distraia-se ;D

Obs: Eu li uma resenha deste filme, onde o “crítico” o definia como ridículo. Desculpe, mas não considero um crítico quem define um filme assim. Seja sincero, me dê os pontos críticos do filme, os pontos a se pensar, os melhores momentos, nem que seja somente a trilha sonora. Mas por favor, não defina nada como “Ridículo, Riidículoo!” porque se não, para mim quem acabará tornando-se ridículo será você. Sorry, mas se você se auto-denomina crítico, vá  assistir mais filmes e aperfeiçoar o seu modo de ver as coisas. Quando você escreve em um blog/site, você escreve para outras pessoas mais ou menos inteligentes do que você, mas de forma alguma subestime o seu leitor. Você está escrevendo para ele e não para você.

Beijos, Caah ❤

Sessão Pipoca: Sucker Punch – Mundo Surreal

22 Ago

Elenco: Evan Wood, Jena Malone, Jamie Chung, Abbie Cornish, Emily Browning, Carla Gugino, Vanessa Hudgens

Direção: Zack Snyder

Gênero: Drama/Suspense

Duração: 120 min.

Distribuidora: Warner Bros.

Sinopse: Feche os olhos. Abra sua mente. Você não estará preparado. Sucker Punch – Mundo Surreal é uma fantasia épica de ação que nos apresenta a imaginação fértil de uma jovem garota, cujos sonhos são a única saída para sua difícil realidade em um hospício. Isolada dos limites de tempo e espaço, ela está livre para ir onde sua mente levar, porém, chega o momento em que suas incríveis aventuras quebram o limite entre o real e o imaginário, trazendo consequências trágicas.

Prontos para entrarem em um mundo Surreal? rs Meu Deus gente, a quanto tempo não assisto a um filme tão incrível assim. Fiquei um bom tempo procurando palavras para começar a falar sobre o tal. No momento todas elas fugiram-me, estou estarrecida, com toda a sua qualidade no geral. Sua impecável fotografia, desde o primeiro minuto até o último, nos faz querer entrar no Mundo Surreal, nos faz querer senti-lo em ação.

Bom, o filme em si, conta a estória de uma menina que perdeu a mãe e tenta escapar do Padrasto malvado e pervertido, na tentativa de salvar sua irmã mais nova, acontece um terrível acidente onde a jovem perde  irmã e então fica á merce de seu temido Padrasto/Carrasco. Afim de ficar com toda a fortuna da Jovem a qualquer custo, o Padrasto a interna em um manicômio, o Lennox House, e então a Jovem (que em momento algum no filme é citado seu nome verdadeiro) cria em sua mente um Mundo Surreal, pois em dentro de cinco dias, ela passará por uma lobotomia, que pode mudar para sempre sua vida. (para quem não sabe, lobotomia é uma cirurgia feita para apagar a memória de uma pessoa, deixando-a catatônica, é como se a pessoa perdesse sua alma, hoje em dia, um pequeno número de países ainda realiza procedimentos cirúrgicos semelhantes, porém dentro de indicações muito estritas.)

 O filme começa e fico meio constrangida por não estar entendendo. E então a estória começa a desenrolar-se, com um bocado de câmera lenta, ás vezes fica difícil acompanhar certas coisas, de tão lento que fica.

E então eu enfim me transportei para dentro da tela, para ficar ao lado de Baby Doll, como se denomina nossa queridinha “Protagonista”. rs Ridículo isso não é? rs Eu sei, desculpem-me por isso, mas foi o que EU senti. Eu confesso, queria que a Minha Vanessa aparecesse mais, e quando lançaram a notícia de que ela estaria no filme eu fiquei triste quando descobri que ela não seria a protagonista. Pessoas que não gostam dela á parte, eu achei bem digna a atuação. Com um tempo surpreendedoramente bem divido entre as 4 “coadjuvantes.”

Quando Baby Doll cria o Mundo Surreal, o hospício transformasse em um Cabaré, onde as internas são prostitutas. As rompantes entre um o real e a fantasia, são tão intensas e constantes que ás vezes você fica perdido e acha que tudo transformou-se em uma coisa só. E os dias que Baby Doll aguarda sua lobotomia, transforma-se em “fases”, em cada fase ela com a ajuda de suas amigas, Blondie, Rocket, Sweat Pea e Amber, terão que capturar os cincos elementos (um oculto) para a fuga, daquela torturante prisão.

Não somente para os Nerd’s, mas principalmente para os homens o filme é uma delícia, com muita ação, e mulheres vestidas com roupas sensuais atirando para todos os lados. Ouvi críticas pesadas sobre o fato de o filme ser talvez apelativo demais. Mas também ouvi muitos elogios, dessa incrível produção de Zack Snyder. Acho que o filme peca um pouco no enredo, algumas coisas, se perdem no ar, em meio a tanta ação. Mas vale pelos efeitos especiais e pela nostalgia de lembrar dos jogos de Resident Evil. Algo que chamou muito a minha anteção, foi o sentimento de proteção que Sweat Pea, tem para com sua irmão Rocket. Em um filme de ação onde sentimentos genuínos perdem-se, ainda há bondadde bem lá no fundo. Com um final morninho, porém original.

Embalado por uma fantástica e hipnotizante Trilha Sonora, contando com a presença das atrizes, EmilyBrowning e Carla Gugino, Sucker Punch me deixou sem palavras, e ainda acho que não o descrevi bem!

Sessão Pipoca: Amor e outras Drogas

17 Ago

Elenco: Jake Gyllenhaal, Anne Hathaway, Hank Azaria, Judy Greer, Gabriel Macht ,Katheryn Winnick, Oliver Platt, Jaimie Alexander, George Segal, Brenna Roth.

Direção: Edward Zwick

Gênero: Drama

Duração: 113 min.

Distribuidora: Fox Film

Sinopse: Jamie (Jake Gyllenhaal) é um vendedor que trabalha no cruel universo farmacêutico e usa seu charme tanto no trabalho quanto com as mulheres para se dar bem. Enquanto tenta bater o recorde de maior número de vendas, ele cruza seu caminho com Maggie (Anne Hathaway), uma mulher de espírito livre que não quer se prender a ninguém, e ele tem uma surpresa. A evolução no relacionamento deles faz com se encontram sob influência de uma droga: o amor.

Um misto de amor, drama e comédia surgiram no filme. Jamie galanteador que só, “pegou” sem compromisso a metade do elenco, rs Coisa que para ele é fácil, com aqueles lindos olhos azuis, muito experiência com as mulheres e saber exatamente a hora de dizer as coisas certas. Após um pequeno problema em seu antigo emprego, o de vendedor de eletrodomésticos, Jamie vai trabalhar como revendedor de remédios, a missão dele é convencer os melhores médicos do País usar o produto que ele vende, o que não é uma tarefa fácil. Durante essa longa caminhada, de tentativas e mais tentavis, Jamie conhece Maggie uma jovem diagnosticada como portadora do Mal de Parkinson, mas que adora fazer um sexo casual.

  Um romance sem compromissos e sem exigências, flui entre os dois. Seus encontros tornando-se cada vez mais constantes e sem perceber acaba nascendo uma paixão avassaladora. Jamie por não conseguir suprir a cota de seu remédio inicial, em um jogada de mestre o modifica para o Viagra e Boooom! Surge um ídolo e mais um rico da geração. Com sua lábia de bom galanteador, ele convence a todos os homens do País aceitarem os benefícios do Viagra. Entre a fama, o amor e as doenças, Jamie descobre que Maggie é tudo aquilo o que ele tinha medo de querer, mas que sem ela já não dá mais para viver. Maggie por outro lado, com medo do futuro e do rumo que as coisas estão tomando, tenta tornar tudo mais fácil para os dois, ela está convencida de que será um estorvo para Jamie e não acha justo pedir que ele pare sua vida por ela.  Com medo, Maggie tenta evitar o inevitável.

A química entre Jake e Anne, é inegável, como já podemos conferir em ‘O Segredo de Brokeback Mountain’, de 2005 com o Heath Leager.

É importante nos apergamos aos detalhes do filme e prestar muita atenção, porque tem coisas que podem ficar soltas pelo ar. A história se passa em 1996, com uma trilha sonora impecável, composta por “Two Princes”, dos Spin Doctors; depois “Cannoball”, dos Breeders; mais na frente, “Praise you”, do Fatboy Slim; e “Jack-Ass”, do Beck.  Eu acredito que eles souberam explorar muito bem a época, com detalhes e figurinos apropiados, mas a estória que tinha tudo para ser original e fantástica perdeu-se um pouco o brilho quando tentaram transformá-la em uma comédia romântica. Com uma pitada de humor, acho que faltou um pouco mais de Cenas Chaves,  para que a estória ficasse bem explicada. Teve momentos que me distraí e depois me perguntei, ‘O que aconteceu?’

Jake e Anne foram muito corajosos e entregaram-se fielmente ao papel, ficando completamente Nus em diversos momentos. Ambos foram indicados ao Globo de Ouro nas categorias de melhor ator e atriz.

Um filme emocionante, com uma mensagem bem impactante, só faltou ser mais explorado em determinados momentos. Uma das minhas cenas favoritas é quando Maggie, vai á uma convenção com Jamie, mas ao atravessar a rua e entrar em uma palestra de portadores do Mal de Parkinson, descobre que ainda pode e dá tempo de ser feliz.

Me decepcionei com o final água com açúcar, esperei muito mais, mas é um filme que vale á pena assistir, simplesmente pela perfeita escolha dos protagonistas.

Quotes:

“Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então encontra uma pessoa, e sua vida muda. Pra sempre.”

“Eu me preocupava bastante com o que queria ser quando crescesse, quanto ganharia ou se me tornaria alguém importante. Às vezes, as coisas que você mais quer, não acontecem. E às vezes, as coisas que jamais esperaria, acontecem.”

O filme foi Baseado no livro ‘Hard Sell: The Evolution of a Viagra Salesman’, de Jamie Reidy.

Espero que gostem da Dica! ;D

Beijos, ♥

Sessão Pipoca: Santuário

28 Jul


Sinopse: O líder da expedição é o mergulhador Frank McGuire (Richard Roxburgh) um especialista que explorou as cavernas Esa-ala, do Pacífico Sul, durante meses. Mas quando a sua saída é cortada em uma enchente, a equipe de Frank — incluindo o seu filho de 17 anos Josh (Rhys Wakefield) e o financista Carl Hurley (Ioan Gruffudd) — é forçada a alterar radicalmente os planos. Sem equipamento, a tripulação precisa navegar por um labirinto debaixo d’água até encontrar uma saída. Logo, eles são confrontados com a pergunta inevitável: eles poderão sobreviver, ou eles estarão presos para sempre?

 Santuário é baseado na própria experiência pessoal do Roteirista, Andrew Wright, que esteve próximo da morte quando liderou uma expedição de mergulho e ficou preso em uma caverna embaixo d’água, que teve sua entrada fechada após uma tempestade.

O filme gira em torno da expedição nas cavernas do Esa-ala, Pacífico Sul. Frank, o líder da expedição, está tentando achar uma saída pelo mar, por dentro da caverna. Frank tem um difícil relacionamento com seu filho Josh, que o acompanha em suas expedições contra sua vontade, Josh é um ótimo alpinista, o melhor do grupo, mas cria certa mágoa com as expedições do Pai, primeiro, pelo fato de Josh achar que o pai, só se preocupa com as cavernas dele e segundo pelo fato do pai, obrigá-lo a ir às expedições com ele.

Josh acaba cometendo um grave erro e isso cria uma nova briga com o pai, ele se esquece de re-abastecer os equipamentos dos mergulhadores. Então Frank e Judes (Allison Cratchley) têm que fazer o trabalho que era pra ser feito por ele. Após 17 dias presos na caverna, Judes começa a ficar cansada, e após ter feito a reposição dos equipamentos junto de Frank, ela ficara ainda mais frágil e debilitada. Mesmo após avisos e pedidos constantes dos companheiros para que ela descanse Judes insiste em mergulhar. Frank e Judes vão explorando a caverna cada vez mais fundo e o lugar se estreita a cada avanço, eles acabam deixando os rebreathes para trás, (rebreathes são os tanques reserva, para caso aconteça algo errado com o tanques de ar deles) quando eles finalmente conseguem passar pelo pequeno espaço, eles dão de cara com uma possível saída para o mar, um lugar incrível, simplesmente fantásticos, Frank e Judes se emocionam e Frank dá nome ao lugar, Caverna de Santa Judes. Após a comemoração eles decidem voltar pra seu posto para comemorarem juntos com os outros integrantes da equipe, mas há um vazamento no tanque de Judes, ela se desespera e então começa a se afogar. Em uma tentativa desesperada para salvar a vida da Amiga de Mergulho, Frank tira seu respirador e tenta dividir com ela, a princípio funciona, mas quando ela se desespera, tudo se perde e então Judes morre afogada.

Após a terrível perda, Frank volta á base triste e ainda tem que enfrentar o Filho que o culpa pela morte de Judes, após uma terrível discussão, Frank lembra á Josh que Judes, morreu porque se desesperou e que ela estava esgotada, porque além de estar muitos dias na caverna ela teve que fazer um trabalho que “NÃO ERA O DELA” – Eu achei essa parte muito interessante, porque o filho não pensou em tudo o que o pai fez para ajudá-la, ele só queria culpá-lo. E se tivesse algum culpado pela morte de Judes, com certeza não seria somente o Pai. Com a discussão ninguém se deu conta da tempestade que se aproximava, sem contato com a base que estava acima da caverna, eles só perceberam a tempestade, com os barulhos e quando a caverna começou encher.

Começava a batalha contra o tempo e a natureza, após a única saída ser fechada, Frank e sua equipe, que incluía seu filho Josh e o economista, Carl alterasse a rota de saída em direção ao mar, fazendo com que eles fossem mais fundo por dentro de um labirinto de cavernas subaquáticas para sobreviver. Mas eles não têm muito tempo e a dúvida é saber se conseguirão sobreviver para contar esta história.

O filme é todo feito de detalhes e o grande dilema dele, é a droga da altivez das pessoas, o problema todo foi as pessoas não quererem escutar a verdade, mesmo prestes a morrer, ninguém queria se desfazer de seus desejos e gostos pessoais, para a sobrevivência do grupo, eles estavam em uma situação precária, em que era certo poucos sobreviverem e ainda assim, ninguém quis deixar sua arrogância e prepotência de lado para tentar sobreviver. Josh aprendeu muito com o pai na caverna e como George (Dan Wyllie) disse á ele, antes de morrer, Frank era um grande homem, só era preciso conhecê-lo. Como Josh nunca conviveu profundamente com o Pai, ele só soube disso, quando estavam entre a vida e a morte.

O filme nos ensina uma boa lição de que nem sempre estamos certos e mesmos que estejamos precisamos deixar nosso orgulho de lado. E que uma escolha errada, pode custar a sua vida.

Eu ouvi críticas boas e ruins á respeito do filme, teve uma crítica que me chamou atenção que foi a do Francisco Russo, no site: Adorocinema.com que disse que: “Com belas cenas subaquáticas, ampliadas pelo bom uso do 3D, o filme peca pela fragilidade das subtramas envolvendo os personagens. Vale apenas pelo visual.”

Eu acredito que o drama do filme seja super válido, para nos mostrar o valor das nossas escolhas. Este na minha humilde opinião foi um filme muito bem feito, a história é forte e você se surpreende a cada cena com a tecnologia 3D.

O longa Santuário (Sanctum 3D) é a próxima empreitada em 3D de James Cameron (Titanic e Avatar), após o estrondoso sucesso de “Avatar.”

O filme também tem um site Oficial, vale á pena conferir: http://www.santuariofilme.com.br/

 

Fotos&Fonte: Cinepop.com – Adorocinema.com

Sessão Pipoca: Transformers 3 – O Lado Oculto da Lua

17 Jul

Elenco:  Shia LaBeouf, Rosie Huntington-Whiteley, John Turturro, Ken Jeong, John Malkovich, Patrick Dempsey, Josh Duhamel, Kevin Dunn, Julie White, Frances McDormand, Tyrese Gibson.

Direção: Michael Bay

Gênero: Ação

Duração: 153 min.

Distribuidora: Paramount Pictures

Estreia: 1º de Julho de 2011

Sinopse: Os Autobots, liderados por Optimus Prime, estão de volta em ação, em uma luta contra os terríveis Decepticons, que estão determinados a vingar a sua derrota em “Transformers: A Vingança dos Derrotados”. Neste novo filme, os Autobots e Decepticons se envolvem em uma perigosa corrida espacial entre os EUA e a Rússia, e uma vez mais humano Sam Witwicky (Shia Lebouf) tem de vir em auxílio de seus amigo robô. Há também novos personagens, incluindo um novo vilão, Shockwave, um transformer que governa Cybertron enquanto os Autobots e Decepticons se enfrentam na Terra.

O que dizer de Trasnformers?! HAHA Cara que difícil, porque assim, vocês sabem que eu não ia muito com a cara desse filme, 3 anos após eu finalmente assisti o 1° filme da Franquia, confesso que não assisti ao 2° e então fui assistir ao 3°! HAHA podem dizer, Eu sou uma Comédia! rs

Mas enfim gente, eu fui ver o filme na segunda-feira, e apesar de não ter visto o 2° filme, eu não fiquei nenhum um pouco perdida! Acho que o filme tem uma explicação legal, e não nos deixa “boiar” na história!

O filme é cercado pelo mistério do Lado Oculto da Lua, Optimus Prime, descobre que os humanos lhe esconderam algo, quando visitaram a Lua, a queda de uma espaçonave vinda de Cyberton, comandada por  Sentinel Prime (Leonard Nimoy), que desencadeou a corrida espacial entre Estados Unidos e Rússia na década de 60.  Os Autobots resolvem ir à Lua para resgatar o antigo líder, além das cápsulas que ainda estão no local. Sam Witwicky (Shia LaBeouf) vive com sua nova namorada, Carly (Rosie Huntington-Whiteley), e está à procura de emprego. Ele sente-se diminuído, já que salvou o planeta duas vezes e ganhou uma medalha do presidente Barack Obama, mas nada disto parece ajudá-lo a se estabelecer no mercado de trabalho. Para piorar, Carly ganha bem e é assediada pelo chefe, o bilionário Dylan Gould (Patrick Dempsey).

O filme tem uma pitada de humor e é a 2° melhor atração do filme, a 1° é claro, são os efeitos especiais! Muita ação e aventura te esperam por aí, mas se você é um daqueles que vê o filme pela história, DESISTA! E se você não tem muita paciência com filmes grandes, desista de ver Transformers, o filme é humildemente Gigante! rs

Eu juro que senti falta da Megan Fox, mas a Rosie também é muito bonita, e ela até que atuou direitinho, eu Amei o SHIA gente, enfim ele está com cara de Homem, já estava na hora não é! HAHA

Gente o filme é muito bom e vale muito á pena em questões de efeitos especiais, como o filme é muito grande demora um pouco pra rolar a história, mas vale á pena assistir ;D

 

[RESENHA] Dezesseis Luas!

14 Jun

 Dezesseis Luas

Edição:

Editora: Galera Record

ISBN: 0

Ano: 2011

Páginas: 485

 Skoob: livro

 Sinopse:  Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece… Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona. Eleito pelo Amazon um dos melhores livros de ficção de 2009. Direitos de tradução vendidos para 24 países. Um filme da série está sendo produzido. “Pacote completo: um cenário assustador, uma maldição fatal, reencarnação, feitiços, bruxaria, vudu e personagens que simplesmente prenderão o leitor até o fim…”

Assim como o livro Como se livrar de um Vampiro Apaixonado, Dezesseis Luas foi paixão instantânea, eu não sabia sobre o que falava o livro, simplesmente o vi na prateleira da livraria amei a capa e fiquei me corroendo de vontade de tê-lo. Depois de um tempo babando pelo livro, convenci meu amigo Marcos! Obrigado, Marcos 😀 A dividir o valor do livro comigo, apesar dele estar em promoção eu já estava com minha conta estourada! 😀 Enfim… Comecei a ler o livro no mesmo dia que comprei, dia 01° de Junho e acabei hoje! *-*

A escuridão não pode expulsar a escuridão;

só a luz pode fazer isso.

O ódio não pode expulsar o ódio;

só o amor pode fazer isso.

Martin Luther King Jr.

E o livro começa. O livro é narrado por Ethan Wate um jovem sulista que tinha o sonho de sair de Gatlin uma cidade onde nada se escondia, onde nada mudava, Ethan cresceu ouvindo a seguinte frase: – Havia apenas dois tipos de gente em nossa cidade. “As burras e as empacadas”, que foi como meu pai afetuosamente classificara nossos vizinhos. “Os que estão condenados a ficar ou são burros demais para ir embora. Todos os outros acham um meio de fugir.”

Desde que perdera a mãe, Ethan fora criado pela governanta da casa Amma/Amarie – vidente e cheia de manias e amuletos vodus… Ethan achava que sua cidade jamais mudaria, mas ele estava enganado! Quando a esquisita – barra – linda – barra – diferente, Lena Duchannes chega ao colégio tudo muda, Lena, primeiramente ganha todas as atenções (boas), por ser extraordináriamente linda, com seus belos olhos verdes, seu cheiro inconfundível de limão e alecrim e seu cabelo longo e encaracolado. Quando descobrem que Lena é sobrinha, e foi morar com o Velhor Sr. Ravenwood, (o recluso da cidade) as coisas mudam um pouco de figura… : “- Todos continuaram a falar dela, das roupas e dos cabelos e do tio dela, e do quanto ela provavelmente devia ser esquisita. Isso era o que eu mais, odiava em Gatlin: o fato de que todo mundo tinha alguma coisa a dizer  sobre tudo que você falava, fazia ou, nesse caso, vestia.”

O livro inteiro é composto de detalhes e cada personagem é minuciosamente importante, cada personagem é uma peça chave no desenrolar da história que desencadeia uma série de acontecimentos. No livro não tem pontos soltos, e cada acontecimento leva ao seguinte! Como eu disse a capa do livro é linda e dentro dele tem 3 árvores genealógicas! *-* É tão lindo…

Enfim, o livro conseguiu prender bastante minha atenção, apesar de ter me distraído nas partes em que Ethan fala sobre a Guerra Civíl e a batalha de Honey Hill o quanto isso era importante para Gatlin, o quanto eles se orgulhavam disso. Ele dá muito detalhe da Guerra, e o  Sr. Lee é um chato  professor de história retardado rs Então eu boie legal na história da batalha.

Ethan renuncia de toda sua vida social para ficar com Lena, enquanto toda a comunidade sulista, comandada pelo FRA  e  está contra a garota, Ethan vai contra todos e quando digo todos, significa que ele vai contra até a vontade da mulher que o criou após a morte da mãe, para defender e amar Lena! Ethan esperou tanto por esse momento, para encontrar a garota dos seus sonhos, literalmente e agora finalmente, simplesmente não podia deixá-la ir, nunca mais, era dever de Ethan protegê-la, ele prometeu isso a ela e ele cumpriria… Ethan não podia suportar a idéia de perdê-la, pois perdendo-a ele estava perdendo a si próprio.

“- Eu tinha Lena. Ela era poderosa e bonita. Cada dia era apavorante, e cada dia era perfeito.”

O amor de Ethan e Lena, apesar de serem apenas adolescentes, é maduro e nem um pouco penoso. Não tem aquele lance apelativo  de se você for embora eu me mato e vou com você! Eles são apenas um casal intensamente apaixonado e com um grande medo de perder um ao outro. Pois a grande verdade é que um salva o outro, de diferentes situações, mas sem um o outro jamais seria completo, eu sei que soa meio clichê e tal mas vale á pena ler e se apaixonar com eles. E o tio Macon, não é tão recluso assim! rs

“-Dezesseis Luas, dezesseis anos

Dezesseis dos seus mais profundos medos

Dezesseis vezes você sonhou com minhas lágrimas”

Caindo, caindo ao longo dos anos…

O livro será adaptado cinematograficamente, e o diretor escolhido foi Richard LaGravenese. Ele é o responsável pelo roteiro dos filmes Erin Brockovich, Paris, eu te amo e P.S. Eu te amo, que também dirigiu. Já deu para ver que vem filmaço por aí, né? Para melhorar, a empresa que vai produzir o filme é a Warner Bros.

Em entrevista ao site Next Movie, Kami Garcia e Margaret Stohl disseram que  estão felizes em ter LaGravenese como seu diretor e esperam que o filme entre em pré-produção ainda esse ano.

Querem ver quem Kami e Margaret imaginam como possíveis personagens do filme?

Lena: Lucy Hale (da série Pretty Little Liars) ou Emily Browning (WTF?)

Ethan: Logan Lerman (Quero esse Ethan, já!) ou Steven R. McQueen

Link: Chord Overstreet (da série Glee) (O link será exatamente como eu imaginei *-*)

Ridley: Kristen Bell (Eu a colocaria como Savannah Snow)

Marian (bibliotecária): Rashida Jones (Perfeita *-*)

Sarafine (mãe da Lena): Famke Janssen (Eu a imagine de um jeito diferente, mas até posso gostar da Famke, talvez…) :/

Amma: Alfre Woodard (WTF?)

Macon (tio da Lena): Jeremy Irons (Não me convenceu :\)

Tá, eu mega fiquei ansiosa com a notícia do filme, mas mega decepcionada com a escolha dos atores, e vocês o que acharam?

Beijos, espero que tenha gostado da resenha…

Fonte: Galera Record – segue o link para baixar o Wallpapper do Livro, entre outros.

Sessão Pipoca: Caça ás Bruxas!

20 Maio

Oi gente, estou ficando uma preguiçosa de mão cheia não é ;D rs Mas aí gente são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo! =)
Que chega no final do dia não tenho forças nem para falar, tenho tantas novidades! *-* Várias novas parcerias, em breve teremos promoções e uma das grandes novidades é que a fofa da Gabi Puppe, me convidou para ser colunista do novo blog do dela, o Vício Diário, isso é muito chique não é, é lógico que eu aceitei, sempre quis isso *-* rsrs sempre sonhei em ter uma coluna em blogs alheios! (leia-se estou aberta a convites)! rs Lá no blog dela irei falar de cinema e ajudar em outras tags sempre que puder!

Mas enfim gente… Hoje eu vim falar de um filme especial! O Caça ás Bruxas, com o Nicolas Cage!

Elenco: Nicolas Cage, Ron Perlman, Stephen Graham, Ulrich Thomsen, Stephen Campbell Moore, Claire Foy.

 Direção: Dominic Sena

Gênero: Aventura

Duração: 98 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Sinopse: Behmen (Nicolas Cage) é um cavaleiro que, depois de vários anos lutando nas Cruzadas, perdeu algumas batalhas, muitos amigos e até a fé. De volta à sua terra natal, ele encontra uma Europa devastada pela fome e a peste negra. Neste cenário de destruição ele se une a um grupo de guerreiros encarregados de levar uma garota, suspeita de ser bruxa, para um monastério distante. Não leva muito tempo até que o grupo perceber que a jovem possui forças sobrenaturais, e que eles estão prestes a enfrentar um mal além da nossa compreensão.

 

Então gente… Quando estreiou esse filme (28/01/2011) eu fiquei louca para assistir! Adoro o Nicolas Cage e fico fã dele a cada filme! Somente quatro meses depois que consegui assistir finalmente ao filme!

O filme conta a história de uma epóca em que a igreja matava os tais “pecadores” em nome de Deus! Behmen e Felson são dois soldados da igreja que passaram por muitas e muitas guerras, matando milhões de pessoas! Quando Behmen mata uma mulher, ele olha a sua volta e vê crianças e mulheres caídas no chão, então ele começa questionar o que julga ser o verdadeiro pecador; desta forma ele consegue enxergar a realidade gritante! Quando Behmen e Felson decidem se eliminar das tropas da igreja, eles fogem, porque naquela época uma pessoa não podia simplesmente dizer que não queria mais servir a Deus, sem fé, Behmen percebeu que só servia para matar. Quando eles chegam a um vilarejo destruído pela peste, mesmo tentando se esconder são reconhecidos e levados até o Rei* (euacho* rs que ele era Rei não lembro rs) Olhem a cara do Rei: (Urgh)

kkkkk – tadinho gente, até o Rei pegou a peste! Enfim…. As pessoas acham que a culpa de toda essa desgraça é a bruxa, que chegou na cidade trazendo a peste junto!

Quem diria que ela tem cara de bruxa? Então gente, nossos guerreiros enfrentam um grande dilema, pois ela é ardilosa e esperta e na primeira brexa que ela encontra ela se aproveita de todas as fraquezas da pessoa!

Então né gente, é aquela velha história do teste de atenção! O filme é feito de detalhes, mínimos e se você pisca, você perde, algo tremendamente importante!

Eu gostei do filme, até o ato final! Eu daria umas 4 estrelas, no máximo! A história é boa, é muito boa, é um filme inteligente e que nos mostra o quanto as aparências enganam.

A amizade entre Behmen e Felson é muito bonita, um conhece o outro, conhece as fraquezas, as melhores virtudes e até aonde o outro pode ir, pelos seus objetivos.

Assistam o filme e espero que gostem! 😀

Um grande beijo a todos!

%d bloggers like this: