Tag Archives: texto

[Projeto um conto por amor] – O belo príncipe inglês – Carolina Lima

3 Out

Bom dia galera, toda segunda-feira eu postarei os contos participantes do Projeto um conto por amor, realizado pelo Sonhos entre Pontinhos, espero que gostem!

Em dia de estréia, lá vai o conto da Carolina Lima que é dona do blog Oi Carolina. Espero que gostem! =)

Era ás 7 da manhã de todos os sábados que meu despertador costumeiramente tocava em meu silencioso apartamento no Strand Palace Hotel, em Londres.

Já passara 6 meses desde que “fugi” do Brasil. Deixando assuntos inacabados, fugindo de dúvidas, apenas arrumei minhas bagagens e aceitei uma proposta oportuna de intercâmbio. Agora minha vida resumia-se a uma rotina razoável de segunda a sexta e finais de semanas depressivos e melancólicos em minha espaçosa cama. Mas especialmente naquele sábado resolvi fazer algo diferente. Como de costume tomei chá, comi torradas e uvas solocitadas pelo serviço de quarto do Palace. Vestir-me e saí. Minha vida era solitária, não saia, não fazia amigos, não mandava cartas e não dava telefonemas, apenas me isolava e lamentava erros passados.

Enquanto saía do hotel e comprimentava com um típico “Good Mornig Britânico” o simpático e gentil porteiro, não pude conter um meio sorriso ao perceber sua cara de surpreso me vendo sair em pleno sábado. Olhei para cima e ví um céu nublado e escuro. Era inverno, mas ainda não nevava na Europa, mas o frio que fazia induzia a abraçar-me e encolher-me, apesar do Trench Coat e meia-calça preta que vestia. Percebi que choveu durante a madrugada já que as ruas e calçadas estavam molhadas e as poucas pessoas que passavam seguravam um guarda-chuva.

Caminhei o máximo que pude pelas ruas desertas de Londres até chegar no famoso Big Bang. estranhei as poucas pessoas que alí estavam, afinal aquele era um ponto turístico. Foi quando lembrei de certo desfile da família real, evento que paralisava a cidade. Hesitei em ir, sabendo da minha insignificância presença. Havia apenas um pequeno grupo de turistas Coreanos, um casal passeando, uma senhora alimentando pombos e eu, parada, olhando o mar, perplexa e boquiaberta, me perguntando “Onde diabos estava todo esse tempo?”. Mas todo aquele encanto acabou quando avistei alguém que fez com que o solo das minhas Anklle Boots aterrizassem no chão. Alguém que fez-me lembrar dos motivos pelo quais abandonei toda minha vida anterior. Pensei em todas as dúvidas e expectativas que alimentei. Sonhei com todos os contos com finais felizes e seus términos de quem seria o príncipe responsável por todo aquele amor que sabia que existia, mas não sabia a quem pertencia.

Eu amava David! Ah como amava! Aquele que me fez chorar inúmeras vezes, que me fez perder a paciência o esperando, que tornou minha adolescência tão intensa e única. Ele poderia ter sido o cara perfeito pra mim, poderia. Mas havia Gabriel, com todo o seu sinismo e implicância era o único que conseguiu me fazer esquecer de David nem que fosse por um único segundo. Aquele que me fez querer amadurecer tão rápido e me fez querer decidir o meu futuro tão cedo. Era nele que estava todas minhas expectativas, era ele quem amava puramente. e era ele que estava na minha frente, tão belo agasalhado , tão encantador com seu sorriso sínico e cativante.

Gabriel segurou minhas mãos, beijou minha testa. O que significava esses gestos? Havia ele me perdoado por toda minha covardia? Havia ele aceitado tudo o que sentia por ele? Naquele momento concluí que não importava o que um dia já senti por David, era passado, éramos adolescentes. O meu futuro começava alí. Gabriel é por quem esperei por todos esses meses e seria ele o belo príncipe Inglês responsável por todo o meu amor,agora eu tinha certeza disso. Gaguejei, não consegui proferir o que sentia e a minha felicidade de vê-lo, mas antes mesmo que pudesse dizer algo, Gabriel, sorrindo, aproximou-se do meu rosto e perguntou:

– Sophie, casa comigo?

Mas não tinha forças para responder. Gabriel mais uma vez foi mais rápido e respondeu por mim quando seus lábios encostou em minha boca doce e levemente.

Era ele. Era ele o meu belo príncipe Inglês.

Projeto Um Conto por Amor.

E segunda que vem tem mais! \o/

Beijos,

Bookaholic Girl

9 Ago

 

O primeiro livro da vida dela foi lido na escola, na verdade, ouvido, no jardim de infância. Sua professora, com uma voz doce e suave, parecia cantarolar a estória, com uma calmaria e uma paz, que inundava a pequena sala de aula, sentada em uma cadeira com as crianças a sua volta, ela contou a estória de uma menina, que perdera o Pai, a liberdade e seu precioso Sapatinho de Cristal. Ela se irritou com as irmãs e a madrasta malvada, ficou nervosa ao achar que ela não conseguiria sair do baile antes da meia noite e chorou, quando finalmente o príncipe a encontrou e eles viverem felizes para sempre.

Á partir daí, ela queria mais, leu todos os Contos de Fadas da Disney e até hoje o seu preferido é A Bela e a Fera, pois aprendeu a importante lição, de que beleza não é tudo. Depois ela partiu para livros mais adultos e complicados. Leu a estória de um casal que se amava muito, mas que não podiam ficar juntos por causa da família, que tiverem um final não muito feliz, e que morreram por amor. Se identificou com uma tal de Megera Domada. Ambos escritos por um homem, que ela nem sabia pronunciar o nome, mas apaixonou-se por ele mesmo assim, após mostrar para toda a turma sua vida, um trabalho que fora minuciosamente revisto e indiscutivelmente amado pelo seu professor de Francês.

Apaixonou-se por um Bruxinho com uma Cicatriz na testa e desejou fervorosamente que ele fosse seu irmão, ela queria colocá-lo no colo e dizer para ele que no final tudo ficaria bem.

Ela chorou demais, quando descobriu quem era O Pior Cão do Mundo. Ah Marley, Obrigado por me fazer redescobrir, porque sou tão apaixonada por cachorros e quando chover, e os trovões assustarem você, eu estarei lá do seu lado, para te salvar da chuva.

Após reler, o mesmo livro 14 vezes para fazer um trabalho escolar, ela pulou de felicidade quando, na sétima série ganhou o tal livro, do seu bendito Professor de Francês. Fez o melhor trabalho da vida dela e descobriu “Que era responsável por tudo aquilo que ela cativava”. E então ela não parou mais de ler.

Enfiou-se em uma série de Vampiros, mas é apaixonada mesmo pelo Lobinho. Desejou estudar no Upper East Side. E aprendeu valiosas Lições de Princesa. Teve muitos Sonhos, em muitas Noites de Verão. Aprendeu com Zoe que a vida de uma Dj não é fácil e ela até tentou Se Livrar de Um Vampiro Apaixonado, mas acabou não desejando mais que ele fosse embora. Descobriu o quanto um Elefante é Fiel e que certos contos de fadas, podem virar estórias de Terror, e que O Lobo mal, pode ser alguém que você jamais desconfiaria. Encontrou Deus na Cabana e hoje vive fazendo piadinhas com uma tal filosofia: “Ser ou Não Ser, Eis a Questão.”

Através dos Livros, ela conheceu lugares como, Paris, Manhattan, Seattle, Veneza, Londres, O Sul dos Estados Unidos (Gatlin), Forks (Washington) entre outros.

Ela aprendeu uma Herança Preciosa, com A Dádiva mais Preciosa e agora quer repassar esse aprendizado adiante. Ela se perdeu, correndo atrás de Hugo Cabret, no grande relógio da Estação e concordou quando alguém disse que O Pai dela só falava M*rda!

A história dessa menina com os livros é grande, mais ainda não acabou. A cada dia, ela descobre um livro novo, mais um para a coleção dos: “Vou ler” – ela está Radiante por uma rede social, ajudá-la organizar tudo, senão ficaria perdida.

Enquanto ela ouve Dezesseis Luas, uma de suas canções preferidas e ama seus livros desesperadamente como Heathcliff amou Cathy, está tentando resolver o último assassinato no museu, ela achou o corpo com a ajuda de Dan junto á uma preciosa peça de Da Vinci.

Ela se envolve em cada história como se estivesse nela e de uma forma ou outra, acaba se auto transportando para dentro do livro. Mas depois de ajudar uma menina A Roubar um livro, ela sentiu-se culpada e voltou para casa. Mas ela jamais deixou de acreditar no potencial de cada personagem.

Os livros a ensinaram, a nunca desistir de seus sonhos e que se dane se todo mundo pensa que você é uma louca viciada em livros, eles jamais entenderam o poder de nunca sentir-se só.

Com um novo livro na mão, ela caminha rumo a mais uma nova experiência. Dessa vez o livro ainda não é conhecido, quer dizer, o livro é conhecido somente por ela. Ela imagina uma estória, onde ela amará os personagens como filhos e sentirá cada dor, cada alegria cada amor, em suas vísceras. Ao final do livro, ela o assinará com seu Próprio Nome e suspirará, com o prazer do alívio, do dever cumprido. Ela se contentará em criar outras estórias, com outros filhos, com outros amores, com outros sentimentos. Um dia ela escreverá sobre uma menina que amou muito seus livros, a ponto de fazer loucuras por eles e ela pensará: “Por eles, eu faria isso mil vezes.”

Ela é uma viciada em livros, frágil e sensível, que se apaixonou por um livro, sem ao menos lê-lo, por causa de uma única frase:

“E porque acreditava em Anjos, eles existiam”

E quando á Hora da Estrela chegar, ela dormirá em paz ao saber que todas as suas respostas foram respondidas. E que seus medos, frustrações, alegrias e vitórias, serão compartilhadas em um único livro.

Com amor,

Bookaholic Girl

A vida que ela sempre quis!

22 Mar

20 horas e 50 minutos, faltam apenas 10 minutos e ela ainda não está pronta.Ela já pode ouvir seus fãs gritando enfurecidamente, clamando seu nome, ela ainda não está preparada.Este não é o seu primeiro show, mas ele não está mais lá, na primeira fileira, do primeiro camarote.Seus pais não estão mais lá, ela se sente sozinha, renegada de uma vida que não parecia ser dela.Ela queria chorar e chorou… Chorou em um momento em que ninguém esperava!Ao cantar sua primeira música, ela se lembrou de como era feliz no campo e o quanto sente falta da simplicidade.Ela é a mais rica de todas, tem tudo o que quer…Mas já não escreve mais suas próprias músicas, as que escreviam, foram vendidas pela gravadora, para músicos novos fazerem sucesso.O celular vibrou ao longe, fazendo um ruído um tanto quanto incomodativo. Ela correu, pensou que era ele, convidando-a para fugirem juntos dali!Mas era apenas um SMS, de uma velha amiga escrito:“Preciso de um favor” –Hunpf! – Ela bufou…- Realmente deve ser só para isso que eu sirvo… – ela pensou desanimada e então o celular vibrou novamente e então era ele.“Vamos lá garota, acredite em você, você consegue” – e ela sorriu e percebeu que ele jamais voltaria que seus pais jamais voltariam sua vida jamais seria igual…Mas ela ainda podia mudar, voltar, ao dia em que ela permitiu que se transformasse nisso. Ela ainda podia dizer não! E ficaria tudo bem de novo.Talvez fosse o fim de uma carreira… Mas ela preferia encarar como o recomeço… O recomeço de sua nova vida.

Sua presença!

15 Fev

Dentre todas as coisas que já esqueci, uma, insisti em me perturbar!

Algo que eu nunca quis sentir, retorna para me assombrar.

E esta coisa é você, sua presença que em meu quarto habita, seu cheiro que não sai dos meus lençóis.

Sua alma tão pura e tão perversa.

Sua voz, tão firme e sedutora que ao mau caminho me conduz.

Não quero viver a vida arrependida, sofrendo por não te esquecer, você que me encaminhou ao abismo e ainda assim quero você!

Porque este amor me faz tão mal?

Se é tudo o que eu sempre quis!

Como posso morrer de amores, por quem não me deixa ser feliz!?

 

Camilla Leitte, 21/12/2010

%d bloggers like this: